segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Italianos na expectativa por discurso de Fini


Gianfranco Fini a Mirabello

Roma, 5 set - O ministro do Interior da Itália, Roberto Maroni, afirmou hoje que o "futuro do governo" de Silvio Berlusconi "dependerá" do que ocorrerá hoje em Mirabello, norte do país, onde neste momento ocorre um discurso do titular da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini.

"Esperamos confiantes", declarou Maroni, acrescentando que "se a maioria se quebrar, será necessário voltar à votação".
As discussões entre Fini e Berlusconi levaram o Povo da Liberdade (PDL, governista) a retirar o parlamentar da legenda. Logo após essa decisão, Fini anunciou a criação de um novo grupo, o Futuro e Liberdade para a Itália (FLI, de centro-direita), formado por seus seguidores que decidiram abandonar o partido do premier.

Desde então, discute-se na Itália o eventual fim da maioria governista, o que poderia impedir a continuidade da gestão atual e seria necessário convocar as votações, antecipando em três anos o término da gestão atual. Por diversas vezes, Berlusconi se disse disposto a colocar seu cargo à disposição, caso não obtenha o apoio necessário para continuar suas políticas de governo.

Neste mês, assim que voltarem do recesso, a Câmara dos Deputados e o Senado devem votar contra ou a favor a uma moção sobre os cinco pontos do programa de governo de Berlusconi. Se eventualmente não conseguir apoio, o primeiro-ministro deve apresentar seu cargo para a convocação de novas eleições.

Em meio às discussões, esta é a primeira grande manifestação pública do FLI e, por isso, há uma grande expectativa em relação à posição de Fini. Acolhido com muitos aplausos, o político iniciou seu discurso às 18h locais (13h no horário de Brasília).

Também a oposição já se mostra a favor de Fini. "Nós iremos propor o Futuro e Liberdade para a Itália uma aliança pela democracia. Estaremos ao lado de todos os que queiram salvar nossa Constituição", disse, há alguns dias, Rosy Bindi, presidente do Partido Democrata (PD, de centro-esquerda e maior força de oposição do país).

Ainda neste domingo, uma pesquisa divulgada no país mostrou que o apoio ao PDL tem diminuído. Segundo a sondagem do ISPO, realizada na última semana, o partido de Berlusconi receberia 29,7% dos votos se as eleições ocorrem hoje.

Em 2008, a coalizão liderada pelo PDL venceu as votações com mais de 47% dos votos no Senado, e mais de 46% na Câmara dos Deputados.

www.ansa,it/www.ansalatina

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo