segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Ministro da Saúde disse há risco real de epidemia de dengue no Brasil

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante caminhada contra a dengue no Rio, ontem, afirmou que há risco real de epidemia da doença no País e que é preciso se antecipar ao surto. “Temos um resultado positivo neste ano, com redução de 56% nas notificações de dengue no Brasil, mas isso não significa que reduzimos o risco real de epidemia”, disse Padilha. 

A campanha de mobilização reuniu no Rio associações de catadores e de reciclagem, líderes comunitários e profissionais de limpeza urbana. Segundo o ministro, a ação está percorrendo 16 estados que apresentam alto risco de dengue. Padilha ressaltou a importância da participação da sociedade, já que o mosquito transmissor “tem se adaptado ao dia a dia da população”.  

Em Minas  

De acordo com a técnica da SES-MG, a resistência dos moradores à entrada dos agentes de saúde nas residências torna o trabalho de prevenção inútil e expõe a população a novas contaminações, pois os mosquitos continuam proliferando e transmitindo a dengue. “As pessoas precisam deixar o agente fazer a vistoria na parte interna da casa. É responsabilidade de todo cidadão agir no dia-a-dia dentro de casa, escola, local de trabalho e na comunidade para combater a dengue, que pode matar. Somente assim protegemos nossa família e vizinhos”, finaliza. 

O morador consegue identificar um agente de saúde com bastante facilidade. Ele sempre deve estar uniformizado e com crachá personalizado. Em caso de dúvidas, o morador pode ligar para o Centro de Zoonoses do município e confirmar os dados apresentados no crachá. 

Agora é lei 

Numa tentativa de diminuir o índice de notificações da dengue e eliminar o risco de uma epidemia no Estado, foi sancionada, no início deste ano, uma lei que regulamenta as medidas adotadas pelo Governo de Minas no combate à doença. A lei responsabiliza qualquer pessoa, seja física ou jurídica, pública ou privada, que desenvolva atividades que resultem em acúmulo de material ou em outra condição propícia à proliferação do mosquito transmissor da dengue.

De acordo com a lei, permitir a existência de focos do Aedes aegypti é uma infração sanitária que está sujeita a pena educativa e multa. Permitir que materiais que acumulam água fiquem expostos às condições climáticas ou deixar de adotar medidas de controle que impeçam a existência dos focos são condições sujeitas à aplicação da lei.

Segundo o assessor jurídico da SES-MG, Ricardo Assis, não deixar que o agente de saúde visite o interior dos imóveis é um exemplo de atitude passível de penalidade. “A fiscalização cabe aos municípios que podem regulamentar outras leis específicas para esse caso. No âmbito geral, o morador pode responder por desobediência, por infração sanitária e penalmente”, explica.

Hábitos a serem adotados
  • - Lave, principalmente por dentro, com escova e sabão, os utensílios usados para guardar água em casa, como jarras, garrafas, potes, baldes, etc.
  • - Não deixe água acumulada sobre a laje.
  • - Mantenha a caixa d’água completamente fechada.
  • - Mantenha bem tampados tonéis e barris d’água.
  • - Elimine ou encha de areia, até a borda, os pratinhos dos vasos de plantas.
  • - Se você não colocou areia e acumulou água no pratinho de planta, deve lavá-lo com escova, água e sabão. Fazer isso uma vez por semana.
  • - Se você tiver vasos de plantas aquáticas, troque a água e lave o vaso, principalmente por dentro, com escova, água e sabão pelo menos uma vez por semana.
  • - Lave, semanalmente, por dentro, com escova e sabão, os tanques utilizados para armazenar água.
  • - Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.
  • - Jogue no lixo todo objeto que possa acumular água, como embalagens usadas, potes, latas, copos, garrafas vazias, etc.
  • - Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada. Não jogue lixo em terrenos baldios.
  • - Mantenha o saco de lixo bem fechado e fora do alcance dos animais até o recolhimento pelo serviço de limpeza urbana.
  • jornalvarginhahoje

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo