terça-feira, 17 de agosto de 2010

Focos de incêndio se multiplicam pelo interior do Brasil



Os incêndios e as queimadas saíram de controle na parte Centro-oeste e Norte do Brasil nas últimas semanas. A situação é agravada pelo clima seco nas duas Regiões, comum nesta época do ano. Durante o inverno, a chuva é escassa no interior do país o que deixa a vegetação ressecada com o passar dos meses sendo um campo propício para a proliferação do fogo. 


Imagem de satélite das queimadas no Brasil
Clique para ampliar
O satélite Aqua da agência espacial americana (Nasa) capturou no dia 7 de agosto de 2010 uma imagem de cores naturais onde aparecem os focos de incêndio ativos ao longo do Rio Madeira, nas proximidades de Porto Velho, capital de Rondônia. A imagem de satélite mostra ainda os rastros da fumaça que se espalha pela região.
Com uma observação mais detalhada é possível notar que o fogo queima particularmente próximo às estradas. A esmagadora maioria dos incêndios é de origem criminosa, produzidos com o intuito de limpar a terra, ameaçando parques, plantações e moradias sem levar em conta o desmatamento e os danos causados à fauna e à flora das regiões.
No Brasil, o monitoramento feito através de imagens de satélite captadas pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE) indica um surpreendente aumento dos focos de incêndio este ano. O Tocantins, Mato Grosso, Rondônia e o Pará são os que mais se destacam.


Imagem de satélite de queimadas no Brasil
Há mais de uma semana o fogo consome o Parque Estadual de Lajeado, perto de Palmas, capital do Tocantins. Segundo autoridades do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), a situação só deve ser controlada no final desta semana. Uma força- tarefa com 200 homens, dois aviões e dois helicópteros atuam na região lançando litros e litros de água para tentar conter as chamas.
A fumaça já chegou às capitais Palmas, Manaus, Porto Velho e Rio Branco, mudando a paisagem e afetando diretamente a saúde da população.
De acordo com o INPE, só nesta segunda-feira (16), mais de 12 mil focos de incêndio foram registrados espalhados por 18 estados e pelo Distrito Federal. Ontem, a maior parte estava concentrada no Pará, com 5.046 focos. O período mais crítico das queimadas na Região Centro-oeste e no sul da Amazônia é justamente agosto e setembro, meses de maior estiagem.


Artes: No topo, imagem captada pelo satélite Aqua da Nasa em 7 de agosto mostra em cores reais os focos de incêndio ativos ao longo do Rio Madeira, nas proximidades de Porto Velho, capital de Rondônia. Só nesta segunda-feira, dia 16, foram registrados 12 mil focos de incêndio no Brasil. Na sequência, imagem processada pela universidade de Wisconsin mostra a enorme quantidade de focos de incêndios que dominam grande parte das regiões norte e centro-oeste e se espalham para os países vizinhos. Crédito: Nasa/Universidade de Wisconsin.


Direitos Reservados
Ao utilizar este artigo, cite a fonte usando este link:
Fonte: Apolo11 - http://www.apolo11.com/meio_ambiente.php?posic=dat_20100817-094657.inc

Apolo11.com - Todos os direitos reservados

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo