domingo, 26 de setembro de 2010

Sociedades doentes e soluções rápidas

Não há exceções, apenas diferentes graus de crueldade, frieza, o caos social em que as nossas sociedades se tornam a cada dia, semana após semana, ano após ano; vemos o que nossos antepassados construíram - o comportamento moral digno e respeito pelo valor da contribuição social - escorregar e deslizar num abismo de Armagedão nas nossas cidades e nas nossas ruas. 

A Rússia não é excepção. Ainda esta semana, algum demente assassinou e comeu sua própria avó quando ela ainda estava viva, um indivíduo louco demais para trabalhar, mas não para cometer um ato de maldade pura. E antes que alguém vai lançando pedras, voltemo-nos para o outro lado da Europa, Grã-Bretanha.

Grã-Bretanha, país onde uma funcionária de banco ficou famosa por ter atirado um gato numa lixeira, porque era "divertido", onde algum indivíduo repugnante entrou em uma loja de animais domésticos, comprou um peixinho, engoliu e postou o vídeo no You Tube , onde um bando de bandidos tingiram o pêlo de uma gata cor-de-rosa e jogou-a sobre um muro, onde um bebê foi queimado vivo, onde uma mulher foi esfaqueada na garganta andando para casa à noite ... o resultado das notícias de apenas alguns dias.

Este é o país onde Baby P. foi torturado durante a maioria de sua existência miserável… até à morte. Com pouco mais de um ano de idade, ele morreu com cinqüenta ferimentos horríveis sobre o seu corpo, ele morreu com os dentes esmagados na sua garganta e tinha a coluna partida. É o país onde um bando de jovens removeram uma tampa de cobertura de esgoto em frente à porta de uma senhora idosa de 80 anos para que ela caísse. Ela caiu, e morreu.

Q uase se pode ouvir os risos deles. É o país onde as pessoas estão pedindo bebidas a serem vendidos em copos plásticos para que os de vidro não sejam esmagados no rosto das pessoas. E não, estes não são incidentes isolados.

Todo ano há catorze milhões de casos de comportamento anti-social de acordo com a Fiscalização da Polícia da Sua Majestade, que se traduz em 26 incidentes a cada minuto. Praticamente um a cada dois segundos. 40, desde que você começou a ler este artigo. Segundo as mesmas estatísticas, apenas um quarto são relatados, 32 por cento das pessoas que o fizeram têm experiência de incidentes de retaliação (como a senhora de 80 anos de idade) e 60 por cento não tinham conhecimento de qualquer ação policial a ser tomada.

Eu mesmo, em minha última visita ao Reino Unido, tive experiência desta sociedade doente em primeira mão. Andando a pé para a casa da minha mãe às dez horas da noite, depois de visitar um amigo, vi um demente atravessando a rua de forma a entrar em linha de colisão comigo, no passeio, se lançou em minha direção e tentou dar um soco. O que aconteceu depois é possivelmente a solução…certamente foi remédio santo no seu caso.
Este rude, boçal mal-educado, foi introduzido às sutilezas mais finas do Krav Magá. Seu braço foi agarrado, bloqueado, se transformou em um veículo de propulsão por trás dele e ele foi projetado de cara contra um desses velhos candeeiros vitorianos, firmes, o tipo que havia vigiado bom comportamento moral e decente nas ruas abaixo, e que piscou o olho para mim no luar enquanto terminei o serviço, esperançadamente destruindo as faculdades reprodutivas da criatura, para isso não gerar nenhum monstro como ele no futuro. Eu tinha a opção de reorganizar a sua cara e partir o seu pescoço, mas pensei que o primeiro poderia realmente torná-lo mais agradável e que o último, seria gentil demais.

Sim, eu telefonei à ambulância depois de deixar a criatura na posição de recuperação e sim, eu esperei até que veio. Mas justiça foi feita.

Tivesse sido a bota no outro pé, ele e seus amigos sem dúvida ter-me-iam chutado até à morte, especialmente se eu tivesse sido uma senhora indefesa de idade. A a lgumas portas de distância, um incidente tinha sido relatado à polícia dias antes. Oito horas depois, uma policial apareceu em uma bicicleta. “Aconteceu algo?” Onde estão as autoridades?

Então, quando o fedelho ou a fedelha cuspirem ou dão uma tapa nos seus professores, onde está a autoridade? Ela foi retirada aos professores. E substituída por nada. Nos bons velhos tempos, foram dadas as regras da escola para ler e duas semanas para as aprender. Se você falhou o teste, levou com a régua e se atreveu a queixar-se em casa, então levava mais por ser delator. Mas você aprendeu as regras.

E se você as quebrou, você sabia as consequências e, sim, as consequências aconteciam tal como o previsto nas regras. Então se antes de iniciar a escola a criança, os pais fossem obrigados a assinar contratos de paternidade nos quais subscreviam a sua responsabilidade pessoal na educação dos seus filhos, enfrentando todas as conseqüências das suas ações enquanto ainda eram menores, e na escola, se as crianças fossem socializadas para a sala de aula a partir do dia 1?

Isso não significa que é preciso brutalidade, isso significa educação, que é firmeza, mantendo as regras dentro de um sistema de recompensas e retirada de privilégios, dependendo do comportamento. Para estes bandos de saqueadores e monstros dando ponta-pés em velhinhas e atearem fogo em gatos e bebês para o seu divertimento, surge a noção de que os direitos humanos se aplicam a aqueles que se comportam como seres humanos.
Dentro de um sistema que funcione, não durariam nem cinco minutos. Custo dinheiro? Como pagar por ele? Bem, é fácil! Vamos fingir que estamos resgatando um banco e de repente três triliões de dólares vão se materializar.

Timothy Bancroft-Hinchey
Pravda.Ru 
Fonte: Pravda.ru

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo