domingo, 10 de outubro de 2010

Alemanha nazista teve ajuda de extraterrestres

Adolf Hitler e outros  nazistas seguiam as predições dos sacerdotes pagãos e astrólogos. Mas pouco se sabe sobre o interesse do Terceiro Reich em alienígenas. Ufólogos no Ocidente acreditam que a questão foi propositadamente mantida em segredo, porque uma grande parcela do exército e do património classificado tecnologia dos nazistas tinham sido apreendidos pelos países da coligação anti-hitleriana.

Muito do que é dito por historiadores ocidentais e ufólogos pode soar demasiado fantástico e até mesmo absurdo.
Pesquisadores nazistas conseguiram o desenvolvimento de bombas nucleares,  e alcançou um alto nível tecnológico em geral. Supõe-se que o sucesso foi graças aos contatos com alienígenas que eram bastante regulares.

Antes de Hitler chegar ao poder nacional-socialistas tinham vindo a desenvolver projetos destinados a encontrar as origens dos lendários arianos  e a localização do lendário Shambala. Eles esperavam obter alguma super conhecimento secreto para aproveitar a dominação do mundo. Expedições secretas  foram enviadas ao Tibete e ao Himalaia. O número de expedições aumentaram consideravelmente quando os nazistas chegaram ao poder em 1933.

Os projetos secretos foram especialmente ativados nos anos de 1935-1939 e, provavelmente, as expedições foram enviadas mesmo após o inicio da  guerra na Europa. Mas todos os documentos referentes aos projetos foram destruídos antes ou provavelmente ainda estão sendo mantidos em  esconderijos.

Os ufólogos dizem que alguma expedição nazista, provavelmente,  deparou com um UFO acidentado  e entraram em contato com a sua tripulação. Isso ocorreu muito provavelmente no Himalaia. Ou talvez os alemães capturaram uma tripulação de extraterrestres em  uma base alienígena.

No entanto, a maioria dos pesquisadores acreditam que os contatos entre alemães e as tripulações dos UFOs  eram mutuamente benéfica. Aliens tinham materiais para reparar seus veículos espaciais, e os nazistas obtinham novos conhecimentos e tecnologias dos alienígenas. Assim, a grande parte das pesquisas científicas alcançadas pela Alemanha,  são consideradas  graças à informações obtidas a partir de civilizações extraterrestres.

De fato, os estudiosos e investigadores deixaram a Alemanha, e as escolas científicas nacionais pararam de funcionar durante a Segunda Guerra Mundial. E é improvável que as conquistas científicas e técnicas que a Alemanha  poderia ter feito tendo em conta a situação da ciência nacional . No domínio das tecnologias modernas a Alemanha estava muito à frente dos seus inimigos de guerra  - os Estados Unidos ea União Soviética, que realizavam um imenso potencial científico.

Ninguém pode dizer com certeza se os nazistas realmente tinha contatos com alienígenas ou não. Os especialistas  em defesa afirmam que a economia da Alemanha no final de 1930,  possuía apenas 57 submarinos, e ao longo dos quatro anos da Segunda Guerra Mundial construiu 1.163 submarinos modernos e avançados tecnologicamente em seus estaleiros e até mesmo colocá-los em operação. Como isso foi possível quando os alemães estavam com falta de materiais para fazer a guerra, e sob a condição de terríveis bombardeios pelas forças aliadas? Podemos também perguntar por que os nazistas não criaram tecnologias mais perfeita com a ajuda da inteligência extraterrestre. Na verdade, os alemães usaram tecnologias só que requeria um período curto de produção.

Os nazistas criaram o primeiro jato de combate de propulsão que poderia fazer até 1.000 km / h, era superior a qualquer avião conhecido na coalizão anti-Hitler. É um mistério como os alemães conseguiram produzir 2.000 novas máquinas de combate ao longo dos poucos meses de 1945 e até adotá-los.

Os arquivos de guerra da Força Aerea  dos EUA e dos britânicos  contêm um grande número de relatos de pilotos militares que disseram depararam com estranhos aparelhos voadores semelhantes a discos quando sobrevoavam a Alemanha . O americano Kenneth Arnold, que é conhecido como o descobridor dos UFOs, não foi o primeiro contemporâneo que testemunhou discos voadores no céu. Pilotos britânicos e americanos testemunharam o fenômeno durante a Segunda Guerra Mundial.

14 de outubro de 1943, o major da Força Aérea Britânica R. Holmes relatou que ele presenciou vários "grandes discos brilhantes" durante o bombardeio de Schweinfurt. E os objetos não responderam ao fogo.

Pilotos de interceptores da Força Aérea dos EUA, que sobrevoavam o território alemão no inverno de 1945 também testemunharam os UFOs.

Hoje, alguns autores insistem em que os episódios acima provam que o Terceiro Reich tinha armas secretas à sua disposição. Eles também referem-se aos engenheiros alemães Schriever, Habermol, Miethe e Belluzzo dizendo que estavam  trabalhando em discos voadores desde 1941. Mas especialistas em aviação negaram  a versão. Eles disseram que mesmo as tecnologias modernas não permitiriam a produção de aeronaves  invulneráveis e rápidas como os UFOs. De fato, os peritos estavam absolutamente certo, mas eles não consideraram o fato de que os alemães poderiam criar os aparelhos depois de um contato com alienígenas.


O Alemão Raul Streicher, 85anos,  fez uma declaração sensacional na revista Der Spiegel em 2000. O velho insistiu que foi ele de fato o primeiro astronauta, e não soviético Iuri Gagarin! Ele acrescentou que tinha sido o primeiro em órbita em 1945. Isso soou como uma fábula absoluta, e "Der Spiegel" abriu uma investigação especial do caso e estudou os arquivos classificados do Terceiro Reich. A investigação mostrou que o velho não estava mentindo.

Antes da Segunda Guerra, a Alemanha estabeleceu uma rede de institutos de pesquisas secretas para desenvolver e melhorar as armas e os métodos de impacto no ser humano. Em 1938, um instituto de pesquisa especializado em engenharia de foguetes  foi fundado perto Wewelsburgh onde foi localizada a sede da SS  . Gering marechal do Reich foi o curador do instituto que projetou o Panzerfaust, o pequeno Panzerknakke lançador de granadas e mísseis de guerra diversos, incluindo os complexos  mísseis Fau-3. Os nazistas tinham grandes esperanças neste último como o míssil de cruzeiro A9/A10 que faziam parte do complexo que poderia ser usado tanto como intercontinental (Hitler planejava destruir Nova York no verão de 1945) ou como um foguete espacial.

O lançamento teste do míssil ocorreu em 1943, mas o invento acabou por ser tecnicamente imperfeito e dezesseis dos 18 mísseis lançados explodiu na decolagem ou no ar. No próximo ano, o instituto de pesquisa produziu cerca de 40 mísseis melhorados. Ao mesmo tempo, o Fuhrer ordenou o recrutamento de astronautas militares entre os ases alemães. Um novo esquadrão composto por 100-500 pilotos foi formado em março de 1944. Raul Streicher também estava entre eles.

Depois de vários testes bem sucedidos de foguetes, em 1944, a seleção final dos astronautas foi realizada. Hitler escolheu dois candidatos a julgar pelos seus horóscopos pessoais, como ele gostava de astrologia. Aqueles eram Martin von Dulen e Raul Streicher, e obviamente o Fuhrer simpatizava com o último.


Um foguete com von Dulen a bordo, foi lançado em 18 de fevereiro de 1945 e foi um azar o foguete explodiu  cerca de três minutos após o lançamento. Em seis dias, outro foguete com Raul Streicher a bordo, foi lançado com sucesso, então orbitou a Terra e pousou na água, no Japão. Assim, Streicher diz que seu vôo em 24 de fevereiro de 1945 foi o início da exploração do espaço pelo homem.

Quando os nazistas perceberam que a sua campanha de guerra estava perdida decidiram explodir um cosmódromo pequeno perto Wewelsburg que era planejado para abrigar os resultados das pesquisas e os engenheiros do instituto. Em um castelo nos Montes Cárpatos, o líder do instituto de pesquisa foi o dono do castelo e ele espera continuar as pesquisas  lá depois do fim da guerra. Mas o avanço das forças aliadas frustrou os planos. As forças americanas capturaram o chefe do instituto de pesquisa, e as tropas soviéticas  alguns dos foguetes projetados pelo instituto. Mais tarde, foram usados no desenvolvimento espacial soviético.

Havia uma ordem para liquidar Streicher , ele sabia demais. O astronauta estava escondido na Europa Oriental há algum tempo e depois de vários anos estabeleceu-se em RDA. Após o primeiro vôo de Yury Gagarin ao espaço, em 1961, Streicher anunciou que foi ele e não o astronauta soviético que deve ser considerado o pioneiro do espaço. No entanto, o homem não conseguiu apresentar provas do que dizia.


Traduzido por Maria Gousseva
Pravda.ru

4 Comentários:

Gabriel Justo disse...

Esperem só até a próxima guerra..

Wyd do Dengar disse...

Deus nos livre de uma próxima guerra... pelo menos o Lulinha foi esperto de dar uma "moralzinha" pro Irã, se acontecer alguma coisa, o Brasil ta salvo rsrs

André disse...

Certa vez perguntaram ao Albert Einstein como ele achava que seria a terceira guerra mundial. Ele disse que não sabia, mas sabia que a quarta seria com paus e pedras.
Se não me engano é isso.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo