segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Corrida Espacial: China lança nova sonda em direção à Lua


Na última sexta-feira, enquanto milhões de brasileiros se preparavam para um final de semana de eleições, a China dava mais um passo em direção à conquista espacial, lançando a segunda sonda do país em direção à Lua. O objetivo é conhecido: fazer o levantamento dos possíveis locais de pouso para as futuras missões tripuladas na superfície lunar. 


O lançamento da Chang'e 2 foi feito às 19h59 através de um foguete do tipo Longa Marcha 3C, disparado da torre número 2 do complexo de lançamentos de Xichang, na província de Sichuan, no sudoeste da China. De acordo com a Agência espacial Chinesa, o veículo já alcançou a órbita de transferência lunar, uma grande elipse que permite levar a sonda diretamente à Lua sem necessidade de realizar diversas voltas ao redor da Terra.

Segundo o engenheiro Pang Zhihao, ligado à Academia de Tecnologia Espacial da China, a manobra é um grande avanço no design de foguetes, que permite o emprego de menos energia para alcançar a Lua. De acordo com a agência de notícias Xinhua, o custo da missão Chang'e 2 é de 134 milhões de dólares e o tempo de viagem até a Lua será de cinco dias.

Além de um mapeamento detalhado da superfície lunar, os engenheiros chineses darão atenção especial a uma região conhecida como Sinus Iridium. Para o engenheiro aeroespacial Wu Werein, responsável pela missão de sensoriamento remoto, das cinco opções de pouso para a futura missão Chang'e 3, Sinus Iridium é a principal e sua localização é considerada a mais adequada até o momento.

Em 2007 a China já havia lançado a missão Chang'e 1. A sonda permaneceu 495 dias na órbita lunar e produziu milhares de dados topográficos antes de ser arremessada em direção à superfície. Antes disso, em 2003 o país se tornou a terceira nação a levar homens ao espaço e entre as prioridades atuais está a construção da primeira estação espacial, com o primeiro módulo pronto para ser lançado em 2011.

A Chang'e-2 orbitará a Lua a uma altitude entre 15 km e 100 km, o que permitirá a seus sensores captar imagens entre 1.5 metro e 10 metros de resolução. Entre os instrumentos estão uma câmera estereográfica de alta resolução, um altímetro laser, dois espectrômetros de raios-x e raios-gama e um detector de microondas. 
Foto: Lançamento da Chang'e-2 a bordo de um foguete do tipo Longa Marcha, em 1 de outubro de 2010. Crédito: Xinhua/Li Gang


Direitos Reservados
Ao utilizar este artigo, cite a fonte usando este link:
Fonte: Apolo11 - http://www.apolo11.com/spacenews.php?posic=dat_20101004-113230.inc

Apolo11.com - Todos os direitos reservados

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo