sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Vale da Morte, Califórnia - O Templo dos Gigantes

Há prova de que os gigantes viveram e criaram famílias na América do Norte? As histórias e os relatos de jornais atestam a descobertas surpreendentes de enormes cavernas, lanças de ouro e granito polido com a inscrição de símbolos místicos. 


Testemunhas relataram suas descobertas para o Instituto Smithsonian e teriam sido prometidas  compensações. No entanto, os arqueólogos do Instituto Smithsonian,  e outros cientistas são omissos quanto às descobertas, e de terem escondido todas as provas de que são contrário à teoria da evolução darwiniana.

A seguir, as histórias reais de gigantes na América do Norte.

"Nevada:  - Califórnia - zona fronteiriça do Arizona, 32 cavernas dentro de uma área de 180 milhas quadradas , lá foram descobertos os restos mortais de gigantes, estranhamente fantasiados com 8 a 9 pés de altura . Eles haviam sido sepultado vestindo peles de animais desconhecidos, roupas semelhantes a  casacos e calças descrita como "ternos-pré-históricos ". O local do sepultamento  tinha sido encontrado 10-15 anos antes por um outro homem que fez um acordo com o Smithsonian. A prova de seu achado foi roubada e encoberta por cientistas darwinistas.


Dr. F. Bruce Russell tinha vindo para o Vale da Morte a partir da costa leste. Ele estava explorando todo o rio Colorado no Arizona. O que ele descobriu e descreveu como o lugar do enterro de uma hierarquia tribal como uma sala de rituais  de um povo antigo. Ele sentia que alguma catástrofe desconhecida levou-os para essas cavernas. Todos os instrumentos da sua civilização estavam lá, incluindo utensílios domésticos e fogões.



Dr. Russell relatou ter visto hieróglifos esculpidos em granito polido, dentro do que parecia ser um templo na caverna. Outra caverna leva ao seu recinto sagrado, que continha esculturas para um ritual e marcações semelhantes aos da Ordem Maçônica. Um longo túnel saindo deste templo que leva a uma outra sala onde, disse: "tinham restos bem conservados de dinossauros, tigres de dentes de sabre, elefantes imperiais, e outros animais extintos e eram emparelhados em nichos, como se em exposição."

Dez a quinze anos antes as cavernas tinha sido descobertas por um  mineiro que tinha caído no fundo de uma mina. Em seu livro, "Death Valley Men", Bourke Lee relatou uma conversa entre os moradores do Vale da Morte sobre o local,  lendas Paiute de uma cidade subterrânea no Wingate Pass. Depois de cair o teto de um túnel desconhecido, o mineiro tinha seguido há 20 quilômetros ao norte das Montanhas Panamint e acaba por descobrir uma antiga cidade subterrânea enorme. Ele viu abóbadas de pedra e portas  enorme e uma mesa-redonda polida no centro da sua câmara de conselho, que tinha sido iluminado por luzes engenhosa alimentada por gases subterrâneos. Ele disse que encontrou braceletes de ouro que lembrava o trabalho dos egípcios. O túnel terminou em uma saída com vista para o Furnace Creek Ranch . Ele pôde ver a partir daí que o vale tinha sido um lago. A entrada do túnel tinha sido um cais ou um local a meio caminho do cais até o lado da montanha. Um acordo foi feito com o museu Smithsonian sobre a descoberta, mas o mineiro foi traído pelos seus parceiros. 
 

A prova foi roubada e a entrada escondida.


Em 1940, um outro mineiro, relatou ter achado muito ouro em uma caverna a 8 milhas, perto de San Bernardino.

Universidade do Arizona, Vine Deloria professor, ele próprio um nativo americano, fez uma acusação semelhante contra o Smithsonian por encobrir os vestígios encontrados no túmulos da civilização Moundbuilder. Sobreviventes anteriores da época de Darwin atestar as suas descobertas. 


Os Moundbuilders foram uma civilização diferente da dos índios. Os  restos de centenas de gigantes juntos com os ossos de mastodontes gigantes. Em Cincinnati, Ohio, os ossos gigantes foram encontrados com grandes escudos, espadas e tábuas de pedra gravada. Em Kentucky e Tennessee foram escavados os ossos de "sete homens poderosos de estatura imponente" . Um desses sete homens foi enterrado com uma placa de cobre gravada sob sua cabeça. Uma mulher também foi encontrada. Ela estava usando um cinto de prata com letras escritas sobre ele. 


O Detroit Free Press relatou em 1884 a descoberta, em Gartersville, Mississippi os restos mortais de um gigante de cabelos pretos e compridos ate a cintura . Ele estinha  uma coroa de cobre. Com ele em sua câmara mortuária de madeira estavam o que parece ser os seus filhos, que usavam roupas decoradas com miçangas de osso. O túmulo estava coberto de grandes lajes gravadas com inscrições.

Em Cayuga, Niagra existe um lugar chamado "O Cemitério dos Gigantes", que foi descoberto em 1880. Esses gigantes eram de nove metros de altura e pareciam ter morrido de mortes violentas. Seus filhos foram encontrados com eles. 


Ossos gigantes também foram desenterrados de uma fenda na rocha em Lake Erie Island. Em alguns dos achados de ossos de gigantes, os ossos estavam em confusão, como se estivessem em um campo de batalha. O Smithsonian mostrou alguns artefatos do Moundbuilders encontrados com os ossos dos gigantes - discos de concha e contas de pedra esculpida. Muitos dos ossos foram transformados  em pó dentro de um curto período de tempo em exposição ao ar. O Smithsonian tem sido relutante em testar alguns achados menos frágeis. 


O falecido Vine Deloria disse que é porque " encontraram  uma data muito mais antigas para os ossos" e que seria angustiante para sua  linha do tempo darwiniana .

Por Bennett Maria Alice

Usado com permissão de Ufodigest.com

Fonte: pravda.ru

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo