sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Pela primeira vez na história a tabela periódica será corrigida

Tradicional, a tabela periódica tem sofrido 'ataques' de várias frentes de pesquisa, conforme o conhecimento científico avança. Crédito: Thedragontree
Por Inovação Tecnológica 

A nova tabela periódica da química terá certos pesos atômicos de alguns elementos alterados. Descrita em um relatório científico que acaba de ser divulgado, irá expressar 10 elementos de uma forma diferente, para refletir com mais precisão como eles são encontrados na natureza. São: hidrogênio, lítio, boro, carbono, nitrogênio, oxigênio, silício, cloro, enxofre e tálio.

"Por mais de 150 anos os estudantes aprenderam a usar os pesos atômicos padrão - um valor único - encontrados na orelha dos livros didáticos de química e na tabela periódica dos elementos", comentou o Dr. Michael Wieser, da Universidade de Calgary, no Canadá e membro da União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC).

Contudo, ele explicou que conforme a tecnologia foi evoluindo, os cientistas descobriram que aqueles números bem decorados não são tão estáticos quanto se acreditava anteriormente. As modernas técnicas analíticas conseguem medir o peso atômico de vários elementos com altíssima precisão e essas pequenas variações são importantes não apenas nas pesquisas científicas, mas também em outras atividades práticas.

Por exemplo, medições precisas da abundância dos isótopos de carbono podem ser usadas para determinar a pureza e a origem de alimentos como a baunilha ou o mel. Medições dos isótopos de nitrogênio, cloro e outros são utilizadas para a detecção de poluentes em rios e águas subterrâneas.

Nas investigações de doping nos esportes, a testosterona, que melhora o desempenho dos atletas, pode ser identificada no corpo humano porque o peso atômico do carbono na testosterona humana natural é maior do que na testosterona farmacêutica.

Os pesos atômicos destes 10 elementos agora serão expressos em intervalos, com limites superiores e inferiores. O enxofre é conhecido por ter um peso atômico de 32,065. No entanto, o seu peso atômico real pode estar em qualquer lugar no intervalo entre 32,059 e 32,076, dependendo de onde o elemento é encontrado.

"Em outras palavras, pode ser utilizado para identificar a origem e a história de um determinado elemento na natureza", afirmou Wieser. Elementos com apenas um isótopo estável não apresentam variações em seu peso atômico. O peso atômico padrão do flúor, alumínio, sódio e ouro são constantes, e seus valores são conhecidos com uma precisão acima de seis casas decimais.

E agora, professor?

"Embora esta mudança ofereça benefícios significativos na compreensão da química, pode-se imaginar o desafio para os professores e estudantes, que terão que escolher um único valor de um intervalo ao fazer cálculos de química", disse a Dra Fabienne Meyers, diretora adjunta do IUPAC. "Nós esperamos que os químicos e os educadores tomem este desafio como uma oportunidade única para incentivar o interesse dos jovens na área e gerar entusiasmo para o futuro criativo da química", afirmou ela.

O trabalho que embasou a primeira correção já feita na tabela periódica durou de 1985 a 2010. A mudança vai coincidir com o Ano Internacional da Química, que será celebrado em 2011.

Considerada um dos maiores feitos científicos de todos os tempos, a tradicional tabela periódica tem sofrido "ataques" de várias frentes de pesquisa, conforme o conhecimento científico avança.

Agradecimentos a:
Paulo R. Poian.
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo