terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Imigração: começam os testes em italiano para legalização

Florença - Quatro fileiras de bancos no auditório de uma escola secundária. Os primeiros 20 imigrantes enfrentaram em Florença o teste de italiano para conseguir a autorização de residência de longo período: peruanos, albaneses e uma mulher siberiana, além de duas mães com seus filhos. Ao todo, foram 170 os imigrantes que ontem (17) se submeteram ao primeiro teste em Florença e em Borgo S.Lorenzo (Florença), e 10 em Asti.

Em muitas outras cidades já estão programadas as provas para aqueles que já fizeram o pedido, de um total de 6.764.
Foi o primeiro dia do teste em italiano para os imigrantes conseguirem o visto de residência prolongada, com base no decreto que entrou em vigor em 9 de dezembro passado e que foi publicado em 4 de junho desse mesmo ano pelos ministros Roberto Maroni (Interior) e Mariastella Gelmini (Educação).

Na capital toscana os testes foram feitos em duas escolas. Houve um teste de audição, que durou cerca de 25 minutos, outro de leitura e compreensão (outros 25 minutos) e um de produção (cerca de 10 minutos).

O teste, disse a prefeitura de Florença, foi desenvolvido e supervisionado pela Direção Provincial de Educação, de acordo com as instruções do Ministério do Interior. Foram coletadas questões, enviadas online, e verificados os requisitos de acesso dos estrangeiros. Foram 170 os imigrantes que a partir desta segunda-feira (17) se submeteam ao teste por tempo indeterminado. As sedes que realizaram os exames foram A. Di Cambio-Beato Angelico de Florença, e Giovanni della Casa, no Borgo San Lorenzo.

As provas seguintes estão agendadas para 19, 25, 27, 28 e 31 de janeiro em Florença (escola Arnolfo di Cambio - Beato Angelico) e 18 de janeiro em Borgo San Lorenzo. Os candidatos terão que ter um documento de identidade válido e comparecer ao local às 8h30 na sede designada para o registro.

TRÊS PROVAS PARA SUPERAR - A primeira prova consistiu em ouvir uma gravação (para testar a compreensão oral), por exemplo, um diálogo entre duas pessoas. Na sequencia, foi apresentada uma lista de perguntas ao candidato, que voltou a ouvir a conversa. Neste ponto, o imigrante teve três opções de respostas: de múltipla escolha, por associação, verdadeiro/falso.

Para o segundo teste (prova de compreensão escrita), foi entregue um texto curto, seguido de perguntas e cujas respostas seguiram o mesmo critério citado acima, além da opção de completar uma frase.

Na terceira prova (texto escrito) foi dado um tema. O candidato teve que escrever um texto curto, por exemplo um cartão postal para enviar aos amigos, explicando onde está, o que está fazendo, etc.; ou responder a um e-mail;, ou ainda o preenchimento de um ou mais módulos.

O candidato é aprovado na prova se obtiver mais de 80% de acertos na pontuação total dos testes. Em caso negativo, o imigrante poderá apresentar imediatamente nova solicitação.

PERPLEXIDADE DAS ACLI - Segundo o patronato das Acli, seria desejável que o teste fosse feito depois de um percurso proposto aos estrangeiros de língua e educação cívica. "São 400/450 mil a cada ano - explica o responsável pelo serviço de imigração, Pino Gulia - os estrangeiros que poderiam ter os requisitos para o ex-Visto de Estadia. O teste poderia atrasar as regularizações. Se ao contrário os candidatos já tivessem os requisitos para a autorização, só precisariam aguardar para prestar o exame. 

www.ansa.it/www.italianos.it

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo