sábado, 12 de fevereiro de 2011

WikiLeaks com nova estratégia de vazamentos no Brasil

Ação conjunta de jornalistas vai divulgar o que o público escolher
Vamos solicitar, pessoal, é hora de ação...
Por Paulo R. Poian

Ilustração. Crédito: Alexander Solzhenitsyn
Como constatamos anteriormente, até o momento absolutamente nada de relevante à Ufologia emergiu dos Cablegates. O fundador e homem-forte do site de vazamentos WikiLeaks, Julian Paul Assange, conseguiu chamar a atenção do meio em dezembro, quando mencionou que a página planejava publicar os cabos que faziam referências a UFOs. No entanto, em sua última declaração a respeito no início deste mês, acabou despejando um balde de água fria sobre quem ainda apostava em revelações oriundas desta fonte.

O WikiLeaks possui cinco grandes parceiros de mídia - The New York Times, The Guardian, El País, Le Monde e a revista Der Spiegel -, veículos que, obviamente, utilizam de seus critérios e regras próprias na seleção e publicação dos conteúdos secretos, em sua grande maioria relativos a diplomacia dos EUA. No Brasil, a Folha de São Paulo e O Globo possuem acesso exclusivo ao material, igualmente atuando conforme suas resoluções e prioridades.

Porém, acabamos de ser informados sobre uma iniciativa perspicaz e conjunta de jornalistas independentes aqui no país, através de Natália Viana. A jornalista informou que a partir de agora o público vai escolher quais os temas devem ser pesquisados no arquivo de documentos da embaixada americana e consulados, sendo os mais pedidos depois publicados no site do WikiLeaks. Para a divulgação, estão fazendo parceria com uma série de blogs e veículos independentes.

Basta responder ao post de seu blog Carta Capital [http://cartacapitalwikileaks.wordpress.com/2011/02/11/cablegate-agora-e-o-publico-que-escolhe/] indicando um tema, figura pública ou evento a ser pesquisado, que ela mesma selecionará os documentos. Todas as solicitações serão publicados e os assuntos mais pedidos terão prioridade. Esta é uma ótima oportunidade para solicitarmos a detecção de supostos "UFOcables".

"É um experimento inédito. Até agora, Globo, Folha e WikiLeaks estavam usando seus critérios para julgar quais documentos seriam publicados por vez, algo de cima pra baixo. Dessa vez, o próprio público vai decidir, invertendo a lógica da produção da notícia", discorreu Natália. “Os documentos do Cablegate compreendem cerca de 3 mil telegramas enviados pela embaixada de Brasília e pelos consulados de São Paulo, Rio de Janeiro e Recife entre 2003 e 2010”, informou. Segundo ela, as publicações começarão na próxima semana.
 
 
 
Agradecimentos a:
Paulo R. Poian.
Coordenação Portal da Ufologia Brasileira 
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo