quinta-feira, 24 de março de 2011

As novidades do Firefox 4

Melhora na velocidade coloca navegador da Mozilla de novo na briga com Chrome e IE 9. Firefox 4 também abraça novidades tecnológicas, como o HTML5.

O Firefox ficou mais parecido com o Chrome e o IE 9: mais espaço para a página, menos para o programa.

A Mozilla lançou oficialmente na terça-feira (22) o Firefox 4. A nova versão do navegador foi baixada mais de 7 milhões de vezes até esse texto ser escrito e chega ao mercado para competir com o novo - e elogiado
- Internet Explorer 9, da Microsoft e com o Chrome, do Google, único dos três principais browsers que aumentou sua participação no mercado no último ano. Assim como as novidades do IE 9, muitas mudanças no Firefox 4 acompanham tendências iniciadas pelo Chrome: um design mais limpo, com ênfase no espaço para a exibição da página, e suporte para tecnologias de ponta, como HTML5.


Mas a primeira coisa que importa no novo Firefox é que ele é mais rápido - até seis vezes mais que o anterior, de acordo com a Mozilla. Independente do número, o navegador é realmente rápido e deixa para trás o principal problema do Firefox 3.6, a última versão lançada antes do 4, em janeiro de 2010. O Firefox 3.6 era lento, pesado, lembrava em alguns momentos o pior do IE. Foi por isso, em primeiro lugar, que vários usuários [eu incluso] trocaram o Firefox pelo Chrome. Então isso não é mais um problema. O Firefox 4 coloca o broswer da Mozilla de volta onde ele merece: num patamar competitivo com Chrome e IE 9.


As mudanças no design são claras e quase previsíveis, seguindo na tendência minimalista atual. As abas foram para cima da barra de endereços, a barra de menus virão um botão “Firefox” no canto esquerdo, os botões de atualizar e parar viraram um só - enfim, tudo o que se espera de um design moderno. Obviamente, ficou bastante parecido com as versões atuais do Chrome e do IE 9 [esse o mais minimalista, com abas e barra de endereço/busca ocupando o mesmo espaço horizontal]. No Firefox, endereço e busca continuam tendo campos separados, embora a barra de endereço funcione também para pesquisas.


A barra de endereços introduzida no Firefox 3, chamada de “awesome bar” pela Mozilla (algo como “barra incrível”), continua a melhor. Quando você começa a digitar um endereço, ela procura nas URL inteira, não só no começo, e também nos títulos das páginas e no histórico do seu navegador. Por exemplo: digitando “bombou” no meu computador, o Chrome acha o Bombou na Web pelo endereço bombounaweb.com.br, que é certo, mas na verdade redireciona para um outro. O Firefox acha pelo endereço real, com "bombou" apenas no fim, e ainda oferece outras opções, como o Twitter e a URL em que preciso entrar para publicar posts.


A awesome bar também sabe quando você procura por algo que já está aberto em uma aba: se depois de abrir o Bombou eu continuasse navegando sem fechar aquela aba e procurasse por “bombou” mais uma vez, o Firefox 4 me mandaria para a aba já aberta, ao invés de criar uma nova. A Mozilla apresenta isso como uma forma de evitar abas desnecessárias sejam abertas - o que é ótimo - e o recurso também pode ser usado para navegar entre abas.


Como o Chrome e o Internet Explorer, o Firefox também agora aposta forte no HTML5. Ainda em desenvolvimento, essa nova versão da linguagem básica da web (o HTML) vai, entre outras coisas, facilitar e mudar a forma como trabalhamos com vídeos, imagens e interatividade na rede. Alguns desses recursos já podem ser testados - até pouco tempo apenas no Chrome, mas agora também no IE 9 e no Firefox 4. A Mozilla até preparou um site só para demostrações de usos do HTML5 e de outras novidades, como o WebGL, que permite gráficos em 3D.


No geral, se você é um usuário de Firefox, não deixe de atualizar seu navegador - a versão 4 traz muitas melhorias em relação a 3.6 ou outras. Se você mudou do Firefox para o Chrome ao longo de 2010, voltar agora seria agradavel. A awesome bar é uma tentação para mim, embora esteja bem acertado com o Chrome no momento. No fim, a qualidade dos navegadores disponíveis no mercado é alta e é mais uma escolha pessoal: ambos os browsers, e também o IE 9, estão no mesmo patamar no que se refere a velocidade e design. O Chrome, com suas atualizações automáticas, pode ser uma opção mais segura.
jornalvarginhahoje

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo