terça-feira, 15 de março de 2011

Filme "As Mães de Chico Xavier" estréia nos cinemas em 1º de abril

Filme encerra as comemorações do centenário do famoso médium mineiro.
Aos que buscam respostas às dúvidas existenciais longe de dogmas, nunca houve momento tão propício. Há obras enriquecedoras na literatura, novelas e mais recentemente no cinema com os chamados filmes transcendentais. Não sem motivos. Tais filmes já são classificados como um novo gênero e não como uma onda. 

Diante de tantas desesperanças atuais, dilemas, pessimismo e dores de toda ordem, razões existem que expliquem o quanto e interessante o assunto mediunidade tem sido abordado e é tema de tantos filmes. O que se pode comprovar pelo número de expectadores de dois filmes: “Chico Xavier”, levou cerca de 3,5 milhões de pessoas às salas de cinema, e “Nosso Lar”, 4 milhões. 

Além de dilemas da vida, o que dizer da dor de mãe diante da perda precoce de um filho? Algumas respostas estão na recente novidade deste gênero, o longa “As mães de Chico Xavier”, com estréia em circuito nacional no próximo dia 01/04. Inspirado na obra Por Trás do Véu de Ísis, do jornalista Marcelo Souto Maior (biógrafo que também abasteceu o roteiro de Chico Xavier), o filme “As Mães de Chico Xavier”, dos diretores Glauber Filho e Halder Gomes é baseado em fatos reais e narra a história de três mães que veem suas vidas mudarem repentinamente por razões diversas, tais como perdas precoces de filhos. Essas mães tiveram consolo por meio das cartas psicografadas de Chico Xavier. “Mães” encerra as comemorações do centenário de Chico Xavier. 

A mineira Célia Diniz, uma das mães fontes de inspiração para o filme, já passou por essa dificílima provação e pode mensurar. Ex-professora de química, Célia Diniz, teve um contato com o médium em razão da perda do seu filho de três anos. "A dor de ter perdido aquela criança parecia insuperável. Mas eu aprendi que toda a dor passa, até a mais insuportável, diz. Ao ser procurada pelo roteirista Emmanuel Nogueira, ela contou a sua experiência e mostrou as cartas psicografadas. "Eles consideraram interessante o meu caso por ter sido uma criança que enviou aquela mensagem. O próprio Chico, quando psicografou a carta do meu filho me disse que eu estava autorizada a publicá-la em livros porque era muito raro uma criança naquela idade se comunicar", completa. Para Célia, Ruth, Elisa e outras mães Chico Xavier e suas cartas psicografas foram uma fonte de luz que brilhou na escuridão de suas dores ao receberam consolo de seus entes queridos. Por meio das cartas, finalmente, seus corações encontraram sossego. 

 “As Mães de Chico Xavier” conta a história de três mães: Ruth (Via Negromonte), cujo filho jovem enfrenta problemas com drogas; Elisa (Vanessa Gerbelli), que tenta superar com o marido a perda do filho, o pequeno Theo (Gabriel Pontes), e Lara (Tainá Muller), uma professora que enfrenta o dilema de uma gravidez não planejada. Suas histórias se cruzam quando elas recebem conforto e reencontram a esperança de vida através do contato mantido com Chico Xavier. 

Nelson Xavier revive o papel de Chico Xavier. Herson Capri interpreta Mário, marido de Ruth. Caio Blat vive um jornalista que quer investigar o médium. Neuza Borges é a cuidadosa governanta que convive com o casal Elisa e Guilherme (Joelson Medeiros). 

“As Mães de Chico Xavier” não é uma obra doutrinária. Tampouco fala de suas 400 obras, nas quais Chico Xavier jamais admitiu ser autor. É forte. Emotiva. Além disso, mostra o estilo da vida pessoal de Chico Xavier: o poder de mitigar dores, dedicação, castidade, renúncia aos bens materiais, sacrifício de si em prol dos outros e mostrar que a vida continua. 

De acordo com o produtor Luis Eduardo Girão, “Nenhum desses filmes veio com o objetivo de doutrinar. Foram feitos para levar uma cultura de paz para as pessoas, mensagem de fraternidade, esperança e tolerância”. Luis garante que o filme faz com que as pessoas sintam-se bem, embora aborde temas polêmicos. “As pessoas saem da sala do cinema querendo valorizar suas relações familiares, viver o agora”. 

A produtora de “As Mães de Chico Xavier” é a Estação Luz, a mesma de Bezerra de Menezes – O Diário de Um Espírito”, de 2008, obra que alavancou o gênero transcendental no Brasil e é co-produtora dos longas Chico Xavier, Área Q e Filme dos Espíritos. 

"Mães" foi filmado em película 35mm nos meses de abril e maio de 2010, com locações nas cidades de Guaramiranga, Pacatuba, e também em Fortaleza, no Ceará, tendo as filmagens sido concluídas em Pedro Leopoldo (MG), terra natal de Chico Xavier. O roteiro é inspirado no livro Por Trás do Véu de Isis, do jornalista e escritor Marcel Souto Maior, com roteiro original de Glauber Filho e Emmanuel Nogueira.

Distribuído pela Paris Filmes com apoio promocional da Globo Filmes e Telecine, “As mães de Chico Xavier” será lançado em circuito nacional no dia 1º de Abril de 2011, com um numero mínimo de 500 cópias, número recorde para o estilo, que deverá garantir mais um sucesso de bilheteria na nova fase do cinema nacional. Serão realizadas 20 pré-estréias (recorde) por todo o País. Entre elas cabe destacar em Pedro Leopoldo (19/03), Uberaba (20/03) e Belo Horizonte (21/03). Além disso, em Brasília, “Mães" abrirá o 1º Festival de Cinema Transcendental que ocorrerá de 24 a 27 de março e encerrará a 1ª Mostra de Cinema Transcendental de Fortaleza, de 28 a 31 de março de 2011.

Todos esses Filmes Transcendentais lançados recentemente, ao contrário do que alguns possam pensar, não é uma onda e sim um gênero que há muitos anos vem se consolidando no mundo através de Filmes como Ghost, Sexto Sentido, Bezerra de Menezes, Chico Xavier, Nosso Lar entre outros.

O novo longa metragem conta com apoio do BIC Banco, Servis Segurança, Ype, BBTVM, Coelce, Sabesp, Capemisa, Banco do Nordeste, Panavision, UltraLimpo, Ultra Ambiental, Movida, Agência da Boa Noticia, Unifor, Prefeitura de Pacatuba, Bio Agre, VIACG, DistriVideo e Usina 2. O filme teve incentivo da Secretaria de Cultura/Governo do Estado do Ceará e Ancine/Governo Federal. A co-produção é da Associação Estação da Luz, LightHouse, Atc Entretenimento. Os produtores associados são Gerson Sanginitto, Ric Halpern e Fabio Ribeiro.


Pré-estreias em todo o Brasil
Antes de sua estréia em circuito nacional (dia 01/04), "As Mães de Chico Xavier" percorrerá um histórico calendário de 20 avant-premières, em diversas capitais brasileiras. Em Minas Gerais elas acontecerão nas cidades de Pedro Leopoldo (dia 19/03), Uberaba (dia 20/03) e em Belo Horizonte (dia 21/03, no Cinemark Patio Savassi, para imprensa e convidados). Em paralelo, o filme participará de um Festival e uma Mostra. No dia 24 de março, o longa abrirá o I Festival de Cinema Transcendental, a ser realizado em Brasília (DF). Já no dia 31 de março, véspera da estréia em circuito nacional, o Filme encerra a Mostra de Cinema Transcendental, em Fortaleza.

Sinopse - As Mães de Chico Xavier
Três mães vêem suas vidas mudarem completamente... São elas: Ruth, que tem um filho adolescente com problemas sérios relacionado às drogas; Elisa, que tenta compensar a ausência do marido se dedicando integralmente ao seu filho; e Lara, uma professora que passa por um dilema após uma gravidez não planejada. Estas três mulheres vivendo experiências tão fortes e distintas encontrarão o conforto através do médium Chico Xavier.

Elenco
Nelson Xavier (Chico Xavier), Herson Capri (Mário), Caio Blat (Karl),  Via Negromonte (Ruth), Tainá Muller (Lara), Vanessa Gerbelli (Elisa), Neuza Borges (governanta),  Paulo Goulart Filho (Cassiano), Daniel Dias (Raul),  Joelson Medeiros (Guilherme), Gabriel Pontes (Theo), Christiane Góis (Lica), Gustavo Falcão (Santiago),  e Silvia Bonet (Yvonne).

Ficha Técnica
As Mães de Chico Xavier (ficção, longa-metragem, 35mm)
Direção: Glauber Filho e Halder Gomes
Produtor: Luis Eduardo Girão
Produtor-Executivo: Sidney Girão e Leonardo Leal
Produtor Associado: Gerson Sanginitto e Ric Halpern
Trilha Sonora: Flavio Venturine
Direção de Arte: Fábio Vasconcelos
Diretor de Fotografia: Carina Sanginitto
Diretora de Produção: Dayane Queiroz
Efeitos Especiais: Marcio Ramos
Produção Executiva: Amaury Candido e Flavio Ferreira
Som Direto: Alfredo Guerra
Produção: Estação Luz Filmes
Co-produção: ATC Entretenimento, Lighthouse e Associação Estação da Luz

www.asmaesdechicoxavier.com.br 
http://www.asmaesdechico.blogspot.com/
Twitter: @maeschicoxavier
Facebook: Maes de Chico Xavier

Informações para a imprensa:
Andréa Pio – (31)9972.8180 e (31)3282.1730
apio@uai.com.br
paladar@hotmail.com
 
jornalvarginhahoje

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo