sexta-feira, 29 de abril de 2011

NASA distribui dados de milhões de galáxias, estrelas e asteróides

Por Europa Press - Tradução: Paulo Poian 
Esta nebulosa estranhamente colorida é o remanescente da supernova IC 443, encontrada perto da estrela Eta Geminorum, que fica perto de Castor, um dos gêmeos, na constelação de Gêmeos. Crédito: NASA/JPL/Caltech/WISE
57% do total já está disponível

Astrônomos de todo o mundo podem agora navegar através de centenas de milhões de galáxias, estrelas e asteróides recolhidos no primeiro pacote de dados difundido pela Agência Espacial Norte-Americana (NASA) de seu telescópio espacial Wide-field Infrared Survey Explorer (WISE). "A partir de hoje milhares de novos olhos observarão os dados e espero muitas surpresas", disse Edward (Ned) Wright, da Universidade da Califórnia, Los Angeles, pesquisador principal da missão.

WISE foi lançado ao espaço em 14 de dezembro de 2009 numa missão para mapear o céu em luz infravermelha com uma sensibilidade e resolução muito melhoradas com respeito a seus predecessores. De sua órbita polar escaneou todo o firmamento uma vez e meia enquanto recolhia imagens em quatro longitudes de onda infravermelha da luz. Tomou mais de 2,7 milhões de imagens em decorrência de sua missão, capturando objetos que vão desde galáxias longínquas a asteróides relativamente próximos à Terra.

Como que telescópios de infravermelho, requer refrigeração para arrefecer seus detectores sensíveis ao calor. Quando este refrigerador de hidrogênio congelado se acabou, como era de esperar, no início de outubro de 2010, dois de seus quatro canais se apagaram. O estudo foi prorrogado por mais quatro meses, com o objetivo de terminar sua varredura de asteróides e cometas no cinto principal de asteróides de nosso Sistema Solar (Cinturão de asteróides).

Entre as descobertas da missão incluem-se mais de 20 cometas, mais de 33 mil asteróides entre Marte e Júpiter e 133 objetos próximos à Terra (NEOs) - com órbitas que entram dentro dos 45 milhões de quilômetros da trajetória da Terra ao redor do Sol. O satélite entrou em hibernação em fevereiro deste ano.

Agora, WISE dá o primeiro passo importante em o cumprimento de seu objetivo principal de entregar seu tesouro aos astrônomos. Primeiramente foi liberado o acesso a 57% do céu escaneado. O estudo completo, com o processamento de dados melhorado, estará disponível em de 2012.

Os astrônomos usarão os dados infravermelhos para a busca de rarezas escondidas e para estudar as tendências nas populações grandes de objetos conhecidos. Estas missões de estudo com freqüência resultam em descobertas inesperadas também, porque estão buscando por todas partes do céu e não em objetivos conhecidos. Os dados da missão também são críticos para encontrar os melhores candidatos aos estudos de rastreamento com outros telescópios, incluindo o Observatório Herschel da Agência Espacial Européia (ESA).

Agradecimentos a:

Paulo R. Poian.
Coordenação Portal da Ufologia Brasileira 
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo