segunda-feira, 2 de maio de 2011

Os principais fatos que marcaram a vida de Bin Laden

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta segunda-feira (2) a morte de Osama Bin Laden, líder da rede Al Qaeda e terrorista mais procurado do mundo.

O anúncio encerra uma caçada que começou em 11 de setembro de 2001, quando um grupo liderado por Bin Laden sequestrou quatro aviões em território americano.

Dois deles foram jogados contra as Torres Gêmeas, à época os edifícios mais altos da maior cidade americana. Um terceiro, atingiu a prédio do Pentágono, em Washington, a sede do comando militar americano.

Um quarto avião caiu no Estado da Pensilvânia, depois de passageiros terem lutado contra os terroristas para retomar o controle da aeronave. Ao todo, quase 3.000 pessoas morreram.


Veja os principais fatos que marcaram a vida de Bin Laden:

1957 - Osama Bin Laden nasce na Arábia Saudita, em 10 de março. É o 17º filho do bilionário iemenita Mohammed Awad Bin Laden, dono da construtora saudita Saudi Bin Laden Group. A mãe, Hamida al Attas, é uma das mais de 20 mulheres de seu pai.

1967 - O pai de Osama morre em um acidente de helicóptero no dia 3 de setembro, quando ele tinha apenas dez anos.

1979 - Bin Laden vai ao Afeganistão ajudar os "mujahedeen" (ou "guerreiros santos") na resistência contra a invasão soviética. Ele se torna responsável por recrutar e organizar uma rede de combatentes estrangeiros para ajudar no conflito (1979-1989). Essa organização é o embrião da Al Qaeda.

1989 - Depois que os soviéticos saíram do Afeganistão, Bin Laden volta a trabalhar na construtora da família e ajuda a levantar fundos para os veteranos daquela guerra.

1990 - Bin Laden oferece proteção à Arábia Saudita após a invasão do Kuwait pelo Iraque de Saddam Hussein, em 8 de agosto. Os sauditas preferem a ajuda dos EUA, e Bin Laden começa a divulgar textos críticos àquele governo.

1991 - Bin Laden é expulso da Arábia Saudita por suas atividades contrárias ao governo e se refugia no Sudão.

1993 - Uma bomba explode em 26 de fevereiro no World Trade Center, em Nova York, matando seis pessoas e ferindo mais de cem. Seis pessoas, que autoridades americanas dizem ser ligadas a Bin Laden, são condenadas pela ação.

1993 - Em outubro, um atentado a bomba mata 18 americanos que participavam de uma missão humanitária da ONU na Somália. Bin Laden chama os EUA de 'tigres de papel' por ter retirado suas tropas do país pouco depois da ação.

1994 - Pressionado pelos EUA, governo saudita retira a cidadania de Bin Laden.

1995 - Um caminhão-bomba explode em uma base militar em Riad, capital da Arábia Saudita, em 13 de novembro. Autoridades ligam Bin Laden ao ataque.

1996 - Mais uma vez por pressão dos EUA, Bin Laden é expulso pelo governo sudanês. Ele encontra abrigo no Afeganistão governado pelo Taleban, que oferece refúgio em troca de dinheiro e treinamento para seus combatentes. Nesse ano ele declara uma 'jihad' (guerra santa) contra os americanos, e um atentado em 25 de junho mata 19 soldados dos EUA em uma base em Khobar, na Arábia Saudita.

1998 - Bin Laden declara que os muçulmanos devem matar americanos, inclusive civis, onde quer que eles sejam encontrados. Em 7 de agosto, dois caminhões-bomba explodem nas embaixadas dos EUA no Quênia e na Tanzânia, matando 224 pessoas. Em novembro, os EUA indiciam Bin Laden pela participação nos atentados.

2000 - O argelino Ahmed Ressam se diz culpado por ligação com um plano frustrado de explodir uma bomba no aeroporto internacional de Los Angeles. Ele afirma que foi treinado em um campo no Afeganistão liderado por Bin Laden.

2001 - Em 11de setembro, dois aviões de passageiros se chocam contra as torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York. Um terceiro cai no Pentágono e um quarto em uma área rural do Estado da Pensilvânia. Bin Laden é apontado pelo governo dos EUA como o principal suspeito.

2003 - Refugiado nas cavernas do Afeganistão, Bin Laden divulga uma fita de áudio em que chama todos os muçulmanos do mundo a superar suas diferenças e se unir à "abençoada e gratificante jihad".

2007 - Em 13 de julho, o Congresso dos EUA aprova o aumento US$ 25 milhões para US$ 50 milhões (de R$ 39,3 milhões para R$ 78,6 milhões, em cotações atuais) no valor da recompensa paga por qualquer informação que leve à captura de Bin Laden.

2011 - Bin Laden é morto por militares americanos em uma operação em Abbottabad, nos arredores da capital do Paquistão, Islamabad. O presidente Barack Obama faz o anúncio oficial na Casa Branca, em um pronunciamento transmitido pela TV.



R7
 
jornalvarginhahoje

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo