segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Comando da Aeronáutica cumpre Portaria e desclassifica pastas ufológicas inéditas

Por Fernando A. Ramalho

Juniti Saito cumpre com o prometido
O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito. Crédito: mundook
Desde que a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, liderada pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), aumentou as cobranças junto ao Governo Federal, a Força Aérea Brasileira (FAB) tem assumido significativo papel de vanguarda na abertura das informações referentes a presença alienígena no espaço aéreo brasileiro. 
 
 
Das mais de 5.000 páginas de documentos que estão na Coordenação Regional do Arquivo Nacional no Distrito Federal (COREG), pelo menos 80% delas vieram dessa Força. E com a chegada de mais um lote em 2011, dessa vez referente aos anos de 2000 a 2010, o comandante da FAB, brigadeiro Juniti Saito, mais uma vez confirma sua inquestionável liderança, numa abertura de informações desse tipo que jamais havia sido registrada no nosso país.

Todavia, antes de discorrermos rapidamente sobre o contexto do recente conteúdo liberado pelo Centro de Documentação e Histórico da Aeronáutica (Cendoc), ainda considerando-se o inédito e significativo acervo da FAB, algumas indagações sobre o tamanho do acervo persistem. Além de documentos e outras informações em vários formatos resultantes da Operação Prato - que até hoje não se sabe onde foram parar -, outros importantes papéis ainda não foram para as prateleiras da COREG.

Dentre esses documentos, estão alguns enviados em resposta ao RIC 679/2011 [Veja Resposta do Ministério da Defesa ao segundo RIC da Câmara dos Deputados]. Tratam-se de cinco despachos, circulados internamente entre o Gabinete de Comando da Aeronáutica (GC3), Estado Maior da Aeronáutica (EMGAR) e o Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra). Esses despachos, trocados entre 01 de março e 03 de julho de 2010, foram inicialmente classificados como reservados e contêm as diretrizes que resultaram na Portaria 551/GC3. Conforme consta nos carimbos, os papéis permaneceram classificados até o dia 25 de julho de 2011, mais de um ano depois de sua geração.

Provavelmente foram desclassificados por força do pedido do deputado Chico Alencar. Nos mesmos, percebe-se calorosa discussão sobre as atribuições dos órgãos envolvidos na criação de farto material, bem como os fins que deveriam ser dados a todo o acervo daquela Força referente ao assunto OVNIs (UFOs)...



Leia matéria completa e baixe os documentos, link: http://www.ufo.com.br/noticias/comando-da-aeronautica-cumpre-portaria-e-desclassifica-pastas-ufologicas-ineditas

Atenção: Pedimos aos interessados que baixem, imprimam, divulguem e compartilhem à vontade tais documentos, de acesso público irrestrito e total, mas que não se esqueçam de citar a fonte, a Revista UFO, e que tais materiais estão sendo disponibilizados por iniciativa da Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU).

 
 
Agradecimentos a:
Paulo R. Poian.
Coordenação Portal da Ufologia Brasileira www.ufo.com.br
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo