quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Divulgada lista de mundos mais propensos a abrigar vida extraterrestre

Por Ana Ganhão/Naturlink 
Estudo identifica planetas e luas com maiores possibilidades
Quantidade de exoplanetas aumenta cotidianamente e, com ela, as probabilidades de organismos viventes pelo cosmos. Crédito: astro.cornell.edu







Segundo um trabalho da Universidade de Washington, a lua de Saturno Titã e o exoplaneta Gliese 581g estão entre os planetas e luas mais propícios à existência de vida extraterrestre. Este estudo criou um ranking que ordena os planetas e satélites segundo a sua semelhança com a Terra e de acordo com condições para abrigar outras formas de vida.

Um dos autores, Dirk Schulze-Makuch, explicou que os rankings foram elaborados com base em dois indicadores. O Índice de Similaridade com a Terra [Earth Similarity Index, ESI] ordenou os planetas e luas de acordo com a sua semelhança com o nosso mundo, levando em conta fatores como o tamanho, a densidade e a distância à sua estrela-mãe. Já o Índice de Habitabilidade Planetária [Planetary Habitability Index, PHI] analisou fatores como a existência de uma superfície rochosa ou congelada, ou de uma atmosfera ou campo magnético.

Foi também avaliada a energia à disposição de organismos, seja através da luz de uma estrela-mãe ou de um processo chamado de aceleração de maré, no qual um planeta ou lua é aquecido internamente ao interagir gravitacionalmente com um satélite. Por fim, o PHI leva em consideração a química dos orbes, como a presença ou ausência de elementos orgânicos, e se solventes líquidos estão disponíveis para reações químicas.

De acordo com os resultados publicados na revista acadêmica Astrobiology, a maior semelhança com a Terra foi demonstrada por Gliese 581g, um exoplaneta, isto é, localizado fora do Sistema Solar. No critério de habitabilidade, a lua Titã, que orbita em torno de Saturno, ficou em primeiro lugar, seguida de Marte e da lua Europa, que orbita Júpiter.

Este estudo contribuirá para iniciativas que, nos últimos tempos, têm reforçado a procura por vida extraterrestre. Desde que foi lançado em órbita em 2009, o telescópio espacial Kepler, da Agência Espacial Norte-Americana (NASA), já encontrou mais de 1.000 mundos com potencial para abrigar formas de vida. No futuro, os cientistas crêem que os telescópios sejam capazes de identificar os chamados "bioindicadores", na luz emitida por planetas distantes.

Índice de Similaridade (Terra = 1)

Gliese 581g – 0,89
Gliese 581d – 0,74
Gliese 581c – 0,70
Marte – 0,70
Mercúrio – 0,60
HD 69830 d – 0,60
55 Cnc c – 0,56
Lua – 0,56
Gliese 581e – 0,53

Índice de Habitabilidade (Terra = 1)

Titã – 0,64
Marte – 0,59
Europa – 0,49
Gliese 581g – 0,45
Gliese 581d – 0,43
Gliese 581c – 0,41
Júpiter – 0,37
Saturno – 0,37
Vênus – 0,37
Encélado – 0,35 




Agradecimentos a: 
 

Paulo R. Poian.
Coordenação Portal da Ufologia Brasileira www.ufo.com.br
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo