quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Possivelmente solucionado o mistério das construções gigantes chinesas

Por ABC - Tradução: Paulo Poian 
Os enigmáticos desenhos descobertos no Google Maps podem ser utilizados pelo governo chinês para calibrar seus satélites espiões
Linhas em ziguezague e outras seriam instalações de calibração de satélites. Crédito: Google
Misteriosas estruturas gigantescas descobertas pelos satélites do Google Maps em uma zona desabitada e desértica de Dunhuang
 
província de Gansu, no Deserto do Gobi [Veja Estranhas estruturas detectadas em deserto chinês através do Google Earth], transformaram-se na grande incógnita dos últimos dias. Os desenhos, que a imaginação não pode evitar relacionar imediatamente com as linhas de Nazca no Peru, têm sacudido a Internet, onde se especulou que sejam pistas de aterrissagem, um estranho experimento científico, um lugar onde se provam armas secretas e, inclusive, como explicações mais disparatadas, mapas de rua das cidades de Washington ou Nova York, ou gigantescas mensagens para visitantes extraterrestres.

Ao que parece, segundo reportagem do site Live Science, o mais provável é que se trate na realidade de instalações criadas pelo governo chinês para calibrar seus satélites espiões. Em uma das fotos aparecem enormes traços irregulares de cor branca. Em outra, ainda mais enigmática, aparecem descomunais quadrados. Além disso, o que parecem ser três aviões no interior de uma estrutura circular.

Segundo explica Jonathan Hill, pesquisador e responsável por missões no Centro de Vôo Espacial de Marte da Universidade do Arizona, as grades de linhas brancas em ziguezague que aparecem em duas das imagens, as mais estranhas das construções captadas, são os objetivos de calibração dos satélites espiões. As câmeras dos satélites apontam para as redes, que medem aproximadamente dois quilômetros de largura por um de comprimento, e as utilizam para orientação no espaço.

Também nos EUAHill comenta que estas estruturas não são tão estranhas, já que a China era conhecida por operar satélites espiões, como fazem outros países incluindo os Estados Unidos, que igualmente, segundo o pesquisador, "utiliza sistemas de calibragem parecidos". Hill também acha que as linhas brancas estão feitas com tinta e não são metálicas. Em seu julgamento, os objetivos de calibragem são maiores do que poderia ser esperado, o que sugere que as câmeras dos satélites têm uma resolução bastante pobre.

Seja esta a explicação definitiva ou não, a verdade é que as fotografias do Google Maps são espetaculares e demonstram as capacidades do instrumento do buscador, além de nos proporcionar, ainda que tenha sido por pouco tempo, um mistério a mais no planeta.
 
 
Agradecimentos a: 

 

Paulo R. Poian.
Coordenação Portal da Ufologia Brasileira www.ufo.com.br
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo