sábado, 4 de fevereiro de 2012

A trágica história do astronauta chinês do século XVI

Por Bitacoras/ABC - Tradução: Paulo Poian 
Wan Hu, um servidor público da dinastia Ming, foi o primeiro ser humano a ser lançado ao espaço exterior
Wan Hu, na cadeira propulsionada por foguetes e equilibrada por duas pipas. Crédito: Wikipedia
Viajar ao espaço sempre foi uma das grandes aspirações do ser humano ao longo de toda sua história. 
 
Pouco tempo atrás comentamos o estranho programa espacial desenvolvido pela Zâmbia durante os anos 60, hoje descobrimos Wan Hu, um chinês que há 500 anos pôde ter arrebatado do russo Yuri Gagarin a honra se ser o primeiro homem a abandonar o planeta.

Ainda que quase todo mundo pense que a China se incorporou à carreira espacial relativamente há poucos anos, segundo conta Javier Sanz em seu blog Histórias da História, ganhador do Prêmio Bitácoras 2011 como melhor blog cultural, o primeiro astronauta do país foi Wan Hu, um servidor público da corte imperial da dinastia Ming que viveu no século XVI.

Wan Hu, cuja história o site da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) também recolheu, sempre sentiu certa atração pelas estrelas e secretamente sonhava em poder viajar até elas. Segundo conta a lenda, numa noite, enquanto contemplava uma exibição de fogos de artifício, pensou que poderia utilizar a propulsão desse tipo de foguetes para tentar cumprir seu sonho de viajar ao espaço.

Depois de realizar diversos cálculos e estudos, Hu desenhou e construiu uma nave espacial muito rudimentar e que, provavelmente, não contemplava a possibilidade de regressar à Terra. Esta primeira "lançadeira" da história não era nada mais que uma plataforma de madeira na qual se tinha fixado uma cadeira e duas pipas grandes que, uma vez no ar, lhe ajudariam a se sustentar. Sob ela, 47 foguetes de grande tamanho proporcionariam o impulso necessário para elevar a estrutura e ao próprio Wan Hu.

No dia escolhido para o lançamento e vestido em traje da gala, subiu na cadeira e ordenou a 47 ajudantes, um por foguete, que com longas tochas acendessem os estopins ao mesmo tempo. Depois de uma grande explosão, e quando a fumaça se dissipou, os auxiliares comprovaram que a nave e Wan Hu tinham desaparecido.

Desde esse dia nada mais se soube do primeiro astronauta da história. Provavelmente, não chegou a se elevar mais de várias dezenas de metros. Seu nome, pelo contrário, chegou a transpassar a atmosfera terrestre em forma de uma cratera na face oculta da Lua [Cratera Wan Hu].
 
 
 
 
Agradecimentos a: 

 

Paulo R. Poian.
Coordenação Portal da Ufologia Brasileira www.ufo.com.br
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo