terça-feira, 24 de julho de 2012

Ashtar Sheran: protetor da Terra? (Parte 1)

Por Paulo R. Poian
Origem da alegada história e seu estudo detalhado
Ao contrário do que se imagina, as primeiras citações à suposta entidade surgiram na Europa. Crédito: Ashtar Galactic2
Ufólogos do meio científico se arrepiam quando ouvem a expressão "Ashtar Sheran". 




O mero pronunciar do nome do suposto extraterrestre, que estaria numa alegada missão no planeta Terra, faz a Ufologia se contorcer. A imensa rejeição ao tema por parte dos pesquisadores, no entanto, é proporcionalmente compensada, por outro lado, pelo gigantesco interesse que a população tem pelo assunto. Enquanto se torce o nariz, a Comunidade Ufológica esquece de pesquisar e se informar a fundo sobre o suposto ser, seja ele um ET, uma lenda ou fantasia.

No idioma sânscrito, o dialeto pelo qual os deuses eram conhecidos, Ashtar Sheran significa "o Sol que mais brilha", apesar de ninguém conseguir demonstrar como se chegou a essa interpretação - sequer quem se diz "contatado" por ele. De qualquer forma, acreditava-se que a primeira menção a essa entidade teria sido feita pelo médium alemão Herbert Victor Speer, em 1958. Líder de um movimento estabelecido em Berlim, Alemanha e conhecido por "Movimento dos Irmãos Cósmicos", Speer escreveu uma obra supostamente psicografada, A Grande Missão Celeste de Ashtar Sheran [Nova Stella, 1965]. No livro consta que Ashtar Sheran seria o comandante da Frota Extraplanetária pertencente à Confederação Intergaláctica da Grande Fraternidade Branca Universal.

Todavia, referências a essa entidade foram feitas alguns anos antes pelo suposto contatado norte-americano George W. Van Tassel (1910-1978), que depois de se aposentar da carreira de pilotos de testes começou a fazer canalizações e a difundir o chamado contato psíquico com hipotéticas presenças de origem alienígena. Tassel descrevia que o comandante Ashtar anunciava sua presença e chegada oficial à Terra em 18 de julho de 1952. Seria um extraterrestre de nível etéreo, de consistência puramente energética, devido a sua escala vibratória superior. Também segundo suas descrições, teria aspecto andrógeno, estatura entre 1,90 e 2,20 m, cabelos longos e loiros claros ou branco azulado. Sua roupa seria formada por uma espécie de macacão com botas de aspecto dourado, no peito ostentaria um símbolo formado por sete estrelas e, na cintura, um tipo de cinto com uma pedra ou objeto em alto-relevo. Na verdade, as atribuições na descrição desse ser são variadas, já que sua forma aparentemente física variaria "de acordo com a galáxia ou planeta onde estivesse atuando"...

Sheran também se apresentaria dizendo estar a serviço de Sananda, que seria o próprio Jesus Cristo! Informaria a seus interlocutores ser o representante de civilizações extraplanetárias, como comandante de uma suposta frota de espaçonaves confederadas, entidade supostamente constituída por inúmeras formas de vida, provenientes de diferentes civilizações e com as mais variadas aparências e tipologias. Tais seres teriam decidido atuar no nosso planeta a partir do momento que seus habitantes começaram a fazer testes com artefatos atômicos e nucleares. Algumas das funções míticas atribuídas a tal ser seriam enviar mensagens aos habitantes da Terra, para que tomassem consciência de suas ações, orientá-los e ajudá-los durante os períodos de transição que o planeta passaria para chegar a uma "dimensão superior" e resgatar os seres humanos que estivessem preparados ou em perigo, para então serem novamente recolocados ao nosso mundo, após um inevitável cataclismo que estaria se aproximando.  

George Adamski já possuia uma versão de Ashtar Sheran, naquela época. Crédito: Vesmirni/Andele-Svetla
 

Em algumas passagens e comunicações, existe a menção de que Ashtar Sheran viria de um planeta com o nome de Methária, que orbitaria o sistema trinário de Alfa Centauro. Movimentos cósmicos foram criados em torno deste nome e hipotética entidade, desde os anos 50, como a "Universidade do Conhecimento Universal", de Van Tassel, a organização International Get Acquainted Program [Programa de Familiarização Internacional, IGAP], de George Adamski (1891-1965), a Sociedade Aetherius, de George King (1919-1997), entre outros tantos desde então, além de dezenas de livros que abordam a missão de Sheran e suas naves de resgate. Vários supostos contatados disseram e dizem-se representantes ou mensageiros de luz para o Comando Ashtar Sheran e outros membros da hierarquia espiritual na Terra.



Porém, é interessante observar que grande parte dos contatados dos anos 50, época inicial da suposta manifestação da entidade, e seus seguidores...



Leia matéria completa, com a versão original da famosa “Mensagem de Ashtar Sheran”, no link http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian/ashtar-sheran-protetor-da-terra-parte-1

E a parte 2 – final, em http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian/ashtar-sheran-protetor-da-terra-parte-2---final
 
 
Agradecimentos a: Paulo R. Poian.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo