segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Curiosity opera bem após pousar em Marte

Por iG São Paulo 
O mais caro e sofisticado jipe-robô já produzido pela NASA era tido como um grande desafio e gerou emoção
NASA TV mostra uma foto do rover Curiosity sob seu paraquedas, pousando em Marte em 05 de agosto. A foto foi tirada pela Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da NASA. A inserção foi ampliada e ajustada para reduzir a saturação. Crédito: NASA TV





O veículo robótico da Agência Espacial Norte-Americana (NASA) pousou com sucesso em uma cratera de Marte em uma missão não tripulada que estudará detalhadamente a possibilidade de ter havido vida no planeta. A nave que carregava o robô Curiosity conseguiu fazer o veículo pousar no interior da cratera Gale por volta de 02h31 (horário de Brasília) com um conjunto inédito de procedimentos, usando um guindaste e cordas de nylon. Com a confirmação do pouso na cratera, de 154 km de diâmetro, a equipe da NASA em Pasadena, na Califórnia, celebrou com gritos e abraços o sucesso inicial da missão na qual muitos já trabalham há cerca de 10 anos.

A descida pela atmosfera do planeta, após uma viagem da Terra de 570 milhões de quilômetros, foi chamada de "sete minutos de terror" por conta das manobras de alto risco que reduziram a velocidade da nave de 20 mil km/h para apenas 1m/s, o que permitiu que as rodas do jipe-robô tocassem a superfície da cratera suavemente. O veículo deve executar a primeira fase de sua missão em 98 semanas, mas a expectativa é que continue suas pesquisas por cerca de uma década.

Geradores de plutônio têm capacidade de fornecer calor e eletricidade por pelo menos 14 anos para a missão. É um sistema de geração de energia diferente do de outras missões que contaram com painéis para geração de energia solar. O robô está equipado com ferramentas que podem, entre outras coisas, perfurar rochas e coletar amostras de materiais do planeta.

Os estudos do robô começarão em uma montanha localizada no interior da cratera. Ele irá subir a montanha e estudará as pedras ali sedimentadas ao longo de bilhões de anos. O veículo buscará indícios de substâncias que possam ter sido propícias à vida no planeta vermelho. Indícios da presença de água no passado de Marte foram detectados em estudos anteriores, feitos a partir de imagens do local.

Esta missão que enviou o jipe-robô Curiosity ao orbe custou US$ 2,5 bilhões. A primeira imagem em preto e branco enviada pelo jipe-robô e distribuída pelo Twitter pela NASA gerou reações variadas. "Obrigado por não terem usado Instagram", disse um comentário no Twitter. Uma segunda usuária reagiu com mais emoção: "Uau! Isso é muito empolgante". "Não dá para ver nada", disse um terceiro. Imagens coloridas deverão ser divulgadas nos próximos dias.

Assista a emoção da equipe da agência espacial no momento de sucesso
 
 
 
 
 
Agradecimentos a:
Paulo R. Poian.
Coordenação Portal da Ufologia Brasileira www.ufo.com.br
Consultor da Revista UFO Brasil

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo