quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Raio-X revela que pirarucu é dotado de blindagem única na natureza

 Para resistir às implacáveis piranhas, o pirarucu, grande peixe do Amazonas, é dotado de um colete composto que o protege dos dentes dos predadores, ao mesmo tempo duro no exterior e flexível no interior, revelou um exame de raio-X feito por pesquisadores.






Segundo um estudo publicado nesta terça-feira por uma revista científica britânica, "as escamas do pirarucu (Arapaima gigas) atuam como uma armadura natural com vários níveis de defesa". É uma "estrutura única" que não perde em nada para os coletes à prova de bala usados por militares e policiais.

Uma "estrutura sofisticada" à base de "elementos biológicos simples" é o segredo da blindagem tão eficaz do Arapaima, explicaram os pesquisadores.

O primeiro nível de defesa das escamas é sua superfície com apenas meio milímetro de espessura, mas rica em minerais e muito dura, capaz de impedir a penetração dos dentes dos predadores aquáticos, às vezes chegando a quebrá-los.

Logo abaixo há uma segunda camada mais flexível, duas vezes mais grossa, composta de lâminas de colágeno, orientadas em diferentes direções e capazes de se alinhar em função da pressão a que são submetidas.

O resultado é que o impacto das mandíbulas das piranhas é amortecido e se distribui por uma grande superfície, impedindo que a blindagem externa se rompa. É uma versão natural, porém mais aperfeiçoada, do acolchoado que os cavaleiros medievais usavam por baixo da malha das armaduras.

Segundo o relatório do exame, publicado nesta terça-feira na revista britânica Nature Communications, para aperfeiçoar ainda mais o dispositivo, as escamas do animal se sobrepõem de tal forma que transmitem energia à camada interna.

O Arapaima gigas é um dos maiores peixes de água doce, com espécimes que pesam mais de 200 quilos, e tem de três a quatro metros de comprimento.

Se as escamas o protegem de piranhas e outros predadores naturais, são menos úteis contra o mais temido de todos, o ser humano, que o pesca intensamente por sua carne.

Abundante no século XIX, este peixe está ameaçado de extinção.

Apesar das medidas de preservação, muitos cientistas consideram que, para salvar a espécie, é necessário instaurar uma atividade de criação capaz de abastecer os mercados.

Carnívoro, o pirarucu cresce rapidamente, até 10 quilos por ano, e suporta condições de criação intensiva graças à sua capacidade de respirar o ar atmosférico, o que permite viver em ambientes mal oxigenados.



JVH

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo