sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Ansa recebe envelopes com intimidações a ministro e vice-presidente do Senado

Roma - A sede central da ANSA, localizada em Roma, Itália, recebeu hoje dois envelopes contendo um projétil calibre 9mm cada, com uma foto do ministro do Interior, Roberto Maroni, e outra da vice-presidente do Senado, Rosi Mauro.

Os envelopes não continham nenhum conteúdo escrito, porém mensagens intimidativas do tipo são comuns no país. Os carimbos postais revelam apenas que o envio foi feito de uma agência postal de Fiumicino, na capital italiana.

A Procuradoria local já abriu uma investigação sobre o tema, sob a coordenação da equipe antiterrorismo liderada pelo procurador-adjunto Pietro Saviotti.

Logo após o anúncio da advertência, diversas personalidades da política italiana comentaram o caso e expressaram repúdio à ação criminosa.

"Expresso solidariedade, com a consciência de que não serão feitas intimidações por estes criminosos, que continuam a ameaçar o Estado porque entenderam que o governo está intervindo com grande compromisso e energia", declarou o ministro da Justiça, Angelino Alfano, em uma nota.

Para ele, tal ação "evidencia a grande preocupação da criminalidade pela operação [realizada] pelo Estado. Os numerosos golpes inferidos nos últimos tempos contra as organizações criminosas ocorrem com um grande grau de eficiência e de repressão nunca visto".

Já o líder da Liga Norte na Câmara dos Deputados, Marco Reguzzoni, defendeu a atividade "forte" de Maroni "contra o crime organizado", o que "evidentemente começa a incomodar muito".

"È importante que os cidadãos apreciem e reconheçam os esforços e as batalhas que todos os dias levamos em frente por nosso território", declarou, por sua vez, o parlamentar Federico Bricolo, também da aliança governista.

Por sua parte, o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, enviou sua "máxima solidariedade e proximidade" ao ministro e à vice-presidente do Senado.

Segundo ele, "ameaças deste tipo tem o objetivo de fazer com que voltemos no tempo e representam uma ofensa à democracia. Convido Maroni e Mauro a continuarem com seus esforços, certo de que não serão intimidados".  Em abril passado, uma carta com a advertência de um ataque contra o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, foi entregue pelo serviço postal à sucursal da ANSA em Bari. A mensagem, assinada por "grupos armados de libertação", estava escrita a mão e alertava sobre um atentado a bomba contra "o carro" do premier

www.ansa.it/www.ansalatina

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo