quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O livro onde Hitler escreveu tudo o que iria acontecer: Mein Kampf

Existe um livro, publicado em 18 de julho de 1925, você pode dizer que mudou a história do mundo. Deixando de lado Bíblia, alguns livros que abalaram o mundo como ambos e ideológico manifesto autobiográfico escrito por Adolf Hitler : o Mein Kampf (Minha Luta ).

Ele foi escrito a partir de uma cela de prisão alemã, e delineou as principais idéias do que viria durante a Alemanha nazista . Ele tomou a raiz de todas as atrocidades de Hitler . Precisamente por este motivo, em muitas partes do mundo ainda continua a ser proibido, o mais  surpreendente é que continua sendo vendido aos milhões. Hitler aderiu ao partido NSDAP (nazista) poucos meses depois de ter sido fundado em 1919.  Mas ele rapidamente abraçou os ideais do partido, que eram etnicistas, Alemanha pró e anti-judaica. Já na década de 20 tornou-se líder do partido. Conduzido a um público que havia sofrido a humilhação  que os aliados tinham  lhes impostas após a Primeira Guerra Mundial .

Depois de uma tentativa de golpe , Hitler foi condenado à prisão em 1924. Só que ele foi preso de abril a dezembro, quando foi absolvido e libertado, mas ele leu muitos livros sobre história e filosofia, que ajudou a reforçar as suas crenças. Mas não foi ele que veio a colocar todas as suas crenças  no papel, mas seu conselheiro de negócios, que sugeriu que uma autobiografia poderia ajudar a passar o tempo na prisão.

Inclusive este mesmo conselheiro, disse que ele mudou o título do livro, pois era muito longo, Minha Luta . Hitler tinha escolhido " Quatro anos de luta contra mentiras, estupidez e covardia ". Na verdade, ele não escreveu pessoalmente, mas que ditou a seu amigo e companheiro de Cela  , Rudolf Hess , uma figura-chave da Alemanha nazista .
O livro é em parte uma autobiografia e outra parte um manifesto político, com muitos fatos históricos, apenas inventado por Hitler . Ele foi impresso em 1925, quando Hitler estava fora da prisão. E apesar de estar mal escrito, ser repetitivo e difícil de ler (tinha muitos elementos da economia), o Mein Kampf tornou-se popular, espalhando as teorias de Hitler.
O que mais interessava ao povo alemão, não era as histórias de sua infância e do nascimento do partido nazista , mas sim suas visões do futuro da Alemanha, um futuro no qual os alemães seriam vitoriosos, onde marcava a superioridade da raça germânica sobre qualquer grupo de pessoas. Hitler começou a chamá-los de Arianos, os alemães superiores.
Esses arianos tinham a obrigação de restaurar a glória germânica e expandir seu território e recuperar de volta o que tinham antes da Primeira Guerra Mundial, e extendendo-se para a Rússia. 

 E aí começou a difamar os judeus como uma fonte de todo os males que afligiam a Alemanha, e impediam a dominação ariana. Ali dizia que os judeus procuravam dominar o mundo, havia uma conspiração, e no livro diz claramente que seu objetivo era erradicar-los da face da Terra.
Tudo o que Hitler disse em 1925. Há um presságio de que tudo seria, então, incluindo as suas ideias de uma guerra que começou em 1939 com a Segunda Guerra Mundial e que continuará até 1945. Foi um aviso claro sobre as intenções belicas de Hitler e o genocídio por vir.
Já em 1933, quando Hitler se tornou chanceler alemão, o livro vendeu milhões e se tornou o livro de cabeceira nazista. Cada casal , tinha uma cópia gratuita, cada soldado teve um como parte de sua equipe.
O livro foi impresso nos Estados Unidos e na Inglaterra antes da guerra, mas foi apenas uma versão abreviada, até mesmo removidas todas as referências racistas de Hitler . Muitos historiadores acreditam que se alguém tivesse prestado atenção ao livro mais popular da Alemanha nazista antes da guerra, poderia ter evitado o que se seguiu. Mas a verdade é que ninguém sabia era um mistério o que ele pretendia Hitler .
Hoje é proibido em muitos lugares onde só deixam usar apenas para uso acadêmico. 

Fontes

3 Comentários:

Teo disse...

O Mein Kampf não é proíbido por nenhum país. Acontece que o governo da cidade a qual Hitler deixou os direitos do livro proibiu sua produção e distribuição.

Ou seja, não é vendido em nenhum lugar,

Em 2015 faz 70 anos da morte dele e o livro cai em domínio público, podendo ser achado nas livrarias.

Teo disse...

E ah, ele não queria erradicar ninguém da terra. Ele acreditava que povos de mesma raça deveriam permanecer no mesmo território. Ou seja, sem judeus na Alemanha. Tanto que antes da criação de Dachau (primeiro campo de concentração), ele tentou fazer um acordou com o conselho judeu alemão pra enviar todos os judeus pra uma colônia em Madagascar.

Blogueiros do Brasil disse...

Orgulhosamente PUBLIQUEI uma 'chamada' para este ótimo artigo no NOVO SITE agregador de LINKS dos Blogueiros do Brasil (( http://omelhordos.blogueirosdobrasil.com/ )).

Abraços cordiais.

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo