domingo, 10 de outubro de 2010

Brinquedos de metal - As lembranças de nossa infância

Aquele velho carrinho, o astronauta, super-heróis dos quadrinhos. Os robôs, aviões, os trenzinhos. Por meio dos brinquedos, a imaginação abre-se em um leque de possibilidades e, de súbito, a realidade transforma suas cores e suas personagens.
Mas além de emprestar criatividade à criança, os brinquedos nos permitem observar todo o contexto sociocultural de uma geração. Eles registram os gostos, os costumes, as conquistas e as ambições de uma sociedade. Pelas inspirações, materiais e tecnologia usados na fabricação desses artefatos é possível verificar a trajetória do desenvolvimento de uma época. Os brinquedos de metal atravessaram grande parte do século XX e são fiéis companheiros de muitas gerações
No começo do século 20 surgiram os primeiros brinquedos feitos de metais fundidos. A maioria eram miniaturas de veículos e custavam caro por exigir um processo industrial mais complexo. Com o progresso das ferrovias, já nos anos 30, os trens tornaram-se os principais alvos das réplicas de metal. Os trenzinhos elétricos de bitola revolucionaram a indústria do segmento. Eram fiéis aos carros originais e funcionavam com baixa voltagem de 20 volts, com transformador ligado à rede elétrica. Estas novidades causaram grande impacto no consumo e conseqüente aumento na produção. De 1930 até a segunda Guerra Mundial, a fabricação de brinquedos era quase inteiramente dedicada aos trens elétricos de metal.
Nos final da década de 40, e durante a toda a década de 50, as miniaturizações acompanharam as produções dos carros, aeronaves e, também, dos eletrodomésticos. Todos feitos de metal.
O final dos anos 50, e os anos 60 – principalmente no Japão e Estados Unidos – é uma época considerada de ouro na produção dos brinquedos de metal. Por causa da corrida espacial eram vendidos milhares de réplicas de naves espaciais, foguetes e astronautas. Além disso, com a popularização dos programas de televisão, a época foi de grande produção de galãs e heróis da TV e do Cinema.
Ainda no fim dos anos 60, e começo dos anos 70, o esporte ganhou mais espaço na indústria infantil quando começaram a ser reproduzidas réplicas dos famosos carros de Fórmula 1, movidos a pilha ou a corda.
Mais tarde, já no início dos anos 80, o plástico começou a substituir o metal na fabricação desses brinquedos.
Hoje em dia, brinquedos antigos são peças de colecionadores. Alguns tão raros quanto ver uma criança brincar com um deles em uma época em que impera o virtual.
Os mais saudosistas, no entanto, trazem à memória os dias em que esses brinquedos fizeram suas infâncias serem um pouco mais palpáveis e, por conseqüência, deliciosas de serem lembradas.
Fontes das imagens: 1.

Fonte: http://obviousmag.org/

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo