quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Medidas de higiene no preparo de alimentos podem evitar intoxicação alimentar

Só no primeiro semestre de 2010 houve, em Minas Gerais, 1.715 registros de pessoas com sintomas de intoxicação alimentar. O número reforça a importância dos cuidados no preparo de alimentos, especialmente neste período, em que as temperaturas aumentam.  

Causada ao consumir alimento contaminado, a intoxicação alimentar dura um ou dois dias, podendo ser perigosa para crianças pequenas, idosos ou pessoas com imunidade comprometida, como gestantes. A contaminação mais frequente se dá por bactérias, dentre as quais a mais comum é a Salmonela, que pode ser transmitida por qualquer alimento, mas é encontrada principalmente em ovos, leite e carnes – especialmente a de frango. 

Os sintomas da intoxicação alimentar geralmente começam algumas horas depois da ingestão e, dependendo do agente envolvido, pode incluir náusea, dor abdominal, vômito, diarreia, febre, dor de cabeça, cansaço, entre outros. Na maioria dos casos, o organismo é capaz de se recuperar completamente depois de um curto período de doença aguda e desconforto.

De acordo com a referência técnica em Vigilância Alimentar da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Maria Flávia Bracarense Brandão, medidas de higiene podem evitar o problema. “Trata-se de providências simples, como lavar bem os alimentos, manter comidas perecíveis em ambientes refrigerados e usar sempre água tratada”, ensina.

Ela destaca que é sempre aconselhável procurar um médico. “Nos casos menos graves, um dia de repouso e a ingestão de uma grande quantidade de água e sucos, para compensar a perda de líquidos provocada pela diarreia ou pelos vômitos, podem ser o bastante para a recuperação”, diz. Recomenda-se, no período, evitar alimentos sólidos durante um ou dois dias.

Dicas para evitar a intoxicação alimentar:

• Lavar as mãos antes de manusear alimentos e frequentemente durante a preparação;

• Desinfetar todas as superfícies e equipamentos usados para a preparação de alimentos;

• Separar as carnes e frutos do mar crus de outros alimentos;

• Usar equipamentos e utensílios como facas e tábuas de corte, separados, ao manusear alimentos crus;

• Guardar os alimentos em potes para evitar o contato entre alimentos crus e preparados;

• Cozinhar bem os alimentos, principalmente carnes, ovos e frutos do mar;

• Não deixar alimentos cozidos em temperatura ambiente por mais de duas horas;

• Não guardar alimentos por muito tempo, mesmo na geladeira;

• Preferir alimentos que passam por processos que aumentam a segurança, como leite pausterizado;

• Jamais consumir alimentos com data de validade vencida.
 
jornalvarginhahoje

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo