domingo, 6 de fevereiro de 2011

A oferta russa de paz


Os passos que conduziram a esse acontecimento foram um segredo cuidadosamente guardado; e os vários documentos disponíveis ao tempo de ter sido este trabalho escrito haviam levantado apenas uma parte muito pequena do véu. Mas parecia claro que, mesmo depois de declarada a guerra, ambas as facções continuavam a acalentar na mente a possibilidade de um acordo. A 15 de dezembro, o Ministro dos Estrangeiros da Finlândia irradiou uma mensagem pessoal ao premier Molotov oferecendo negociações para uma paz honrosa. Oferta semelhante foi feita pelo presidente Kallio, numa reunião da Dieta de Guerra, a 1o de fevereiro. Nesse ínterim, os russos haviam, segundo parece, informado à Suécia, a 29 de janeiro, que estavam desejosos de receber sugestões dos finlandeses, uma vez que as primitivas reivindicações russas fossem satisfeitas e garantias subseqüentes lhes fossem dadas. Mas a resposta finlandesa, e a base sugerida no discurso do presidente Kallio, não iam de encontro a essas condições. Moscou decaiu na atitude de que o regime de títeres de Terijoki, e não "os bandidos finlandeses" de Helsingfors, constituía o governo legal da Finlândia; e novas iniciativas finlandesas, por intermédio da Suécia, a 12 de fevereiro, não receberam resposta.

Na parte final de fevereiro, entretanto, essa atitude mudou. Novos perigos de um choque com o Japão, sobre a fronteira da Mongólia, negociações que haviam sido interrompidas, e um certo nervosismo devido à situação interna, podem ter tido algo a ver com isso. De qualquer forma, o embaixador soviético em Londres achegou-se ao governo britânico a 22 de fevereiro com uma série de propostas que pedia à Grã-Bretanha encaminhasse à Finlândia.

As propostas russas eram mais duras que as exigências originais que tinham conduzido à guerra com a Finlândia. Elas incluíam todo o território que cobre o lago Ladoga e o total do istmo de Carélia, bem como concessões na região de Petsamo e um longo arrendamento da base naval de Hangoe. O governo britânico estudou-as durante cinco dias e depois achou que eram ultrajantes demais para serem encaminhadas. Assim, tendo falhado na obtenção dos bons ofícios britânicos, o governo soviético voltou-se de novo para a Suécia.



fonte: http://www.2guerra.com.br

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo