domingo, 6 de fevereiro de 2011

Os aliados e a Finlândia

Em fevereiro, os aliados estavam definitivamente estudando uma expedição à Finlândia. As primeiras solicitações finlandesas, que se tornaram freqüentes de 30 de novembro em diante, eram de suprimentos militares. A essas, os aliados responderam com a melhor de sua capacidade, e uma relação impressionante de suprimentos, incluindo artilharia e aviões como também grande variedade de armamento leve, foi mais tarde revelada pelos governos francês e britânico. Mas não foi senão em meados de janeiro que o barão Mannerheim disse que se sentiria satisfeito em ter 30.000 soldados bem treinados pelos meados de maio.

A 5 de fevereiro, o Supremo Conselho de Guerra reuniu-se e se decidiu a mandar uma expedição. Percebeu-se, entretanto, que isso provocaria um ataque alemão à Suécia e que parte da força seria requerida para auxiliar os suecos. Assim, embora o efetivo da expedição fosse estabelecido em 100.000, apenas 30.000 iriam realmente para a Finlândia. Foi sugerido aos finlandeses na segunda metade de fevereiro que fizessem um apelo público por uma expedição que não chegasse depois de 5 de março, o que permitiria aos aliados ajustar com a Noruega e a Suécia a questão da passagem.

A esse tempo, com a Rússia a martelar a Linha Mannerheim, a situação finlandesa se tornara muito mais desesperadora. A 13 de fevereiro, mais ou menos, a Finlândia procurou os países escandinavos com um pedido oficial de auxílio militar, estabelecendo que a alternativa era para ela solicitar intervenção aliada, e deixando compreendido que os aliados tinham feito uma promessa concreta de assistência militar. A 16 de fevereiro foi anunciado que a Suécia recusou a solicitação finlandesa. A notícia conduziu a um estourar de protestos "ativistas" tão sério que dois dias depois o rei Gustavo teve que convocar o Conselho da Coroa a fim de fazer uma declaração pública apoiando a ação de seus ministros. A 25 de fevereiro, uma reunião dos ministros do Exterior da Noruega, Suécia e Dinamarca resultou na declaração de que estes países estavam unanimemente decididos a manter sua neutralidade, e que "receberiam com satisfação quaisquer propostas para o início de negociações entre os beligerantes."

Entrementes, parece que os finlandeses tinham começado a fazer pressão por um auxílio aliado mais imediato. Uma declaração de M. Daladier, a 12 de março, revelou que no começo da segunda metade de fevereiro, fôra feito um apelo e que a 16 de fevereiro os finlandeses haviam sido informados de que os transportes necessários tinham sido reunidos e que os franceses dispunham de 50.000 soldados prontos para embarcar. Reconheceu-se, não oficialmente, haver a Inglaterra tomado medidas semelhantes.

Enquanto esperavam um pedido formal da Finlândia, os aliados trataram de limpar o caminho na Escandinávia. A 2 de março, de conformidade com uma declaração do ministro dos Estrangeiros da Noruega, os aliados pediram a este país e à Suécia permissão para o transporte de tropas através de seu território. A Suécia recusou a 3 de março; a Noruega a 4 de março. A esse tempo, conversações preliminares de paz estavam em andamento em Estocolmo, e os próprios finlandeses se mostravam hesitantes. Pediram aos aliados permissão para suspender a sua decisão de uma solicitação formal de ajuda, e ao mesmo tempo inquiriam se podiam contar com 50.000 homens no prazo de um mês. Os aliados, de conformidade com Mr. Chamberlain, responderam que a sua proposta anterior representava a maior força materialmente capaz de ser transportada. Este era o significado, aparentemente, de "todos os recursos disponíveis" que, conforme disse Mr. Chamberlain na Câmara dos Comuns a 11 de março, os aliados tinham prometido oferecer à Finlândia, se esta lhes pedisse. Mas o pedido jamais veio, pois que os finlandeses já estavam negociando os termos finais da paz em Moscou. Um pedido formal dos aliados, a 12 de março, de passagem pela Escandinávia não deu em nada, pois que algumas horas mais tarde os representantes finlandeses firmaram o tratado de paz com a Rússia.
 
 

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não serão aceitos comentários Anônimos (as)
Comentar somente sobre o assunto
Não faça publicidade (Spam)
Respeitar as opiniões
Palavras de baixo calão nem pense
Comentários sem Perfil não será publicado
Quer Parceria não será por aqui.(Contato no Blog)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Link - me



Software do Dia: Completo e Grátis

Giveaway of the Day

Suas Férias

PageRank

  ©LAMBARITÁLIA - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo